DENúNCIA

Apenas 9 agentes estavam no presídio em Limoeiro no momento do resgate, diz sindicato

De acordo com o presidente do sindicato, João Carvalho, no mínimo era para ter 90 agentes

Apenas 9 agentes estavam no presídio em Limoeiro no momento do resgate, diz sindicato

De acordo com o presidente do sindicato, João Carvalho, no mínimo era para ter 90 agentes - Foto: Bruno Campos/JC Imagem

O presidente do Sindicato dos Policiais Penais do Estado, João Carvalho, informou que apenas 9 agentes estavam na Penitenciária Doutor Ênio Pessoa Guerra, em Limoeiro, no Agreste de Pernambuco, na madrugada da quinta-feira (9), no momento de resgatar os detentos. Segundo ele, deveria ter no mínimo 90, para garantir a segurança dentro do presídio. 

>>Veja a lista dos detentos que foram recapturados após fuga do presídio em Limoeiro

>>Um dos detentos que fugiu do presídio de Limoeiro é um dos homicidas mais perigosos de Pernambuco, diz sindicato

O presidente também falou sobre a não convocação dos concursados, por parte do Governo de Pernambuco. Confira no vídeo abaixo:

 

Nota da SERES

A Secretaria Executiva de Ressocialização (SERES) informa que estão na ativa 169 Policiais Penais (PPS) do concurso de 2017 que ofertou 85 vagas. Os profissionais estão distribuídos nas unidades prisionais do Estado. Quanto ao número de policiais penais nas unidades, não é informado por questões de segurança.

Homicida perigoso

De acordo com o Sindicato dos Policiais Penais de Pernambuco, um dos detentos que conseguiu fugir do presídio em Limoeiro, no Agreste, é um dos homicidas mais perigosos do Estado.

Jerry Adriani Gomes da Silva, conhecido como Nego de Lídio, de 50 anos, é acusado de 25 mortes, assaltos a carros-fortes e bancos. Em dezembro de 2014, o criminoso também conseguiu da Penitenciária Barreto Campelo, em Itamaracá. Ele só foi recuperado em 2018, no Piauí.

Relembre a ação

Segundo a Polícia Militar, homens que chegaram em um carro, por volta das 3h30 da madrugada da quinta-feira (9), usaram explosivo para abrir um buraco no muro da unidade e metralharam a guarita. Um número ainda não identificado de detentos conseguiu fugir.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.