COVID-19

"Pico da pediatria em relação ao coronavírus ainda está por vir", diz vice-presidente do Cremepe

Segundo o vice-presidente, levando em consideração a retomada gradual das atividades, a maior exposição das crianças ao vírus deve aumentar

Crianças também precisam de cuidados para evitar contaminação pelo coronavírus - Foto: Pixabay

De acordo com o vice-presidente do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), Fernando Oliveira, o pico da pediatria em relação ao novo coronavírus ainda está por vir. Segundo ele, levando em consideração a retomada gradual das atividades, a maior exposição das crianças ao vírus deve aumentar consideravelmente a demanda por leitos pediátricos.

Atenção

Com isso, uma atenção maior deve ser dada ao retorno às aulas presenciais, que devem seguir um protocolo rígido e ao primeiro sintoma, as crianças devem ser testadas. 

Reunião

Ainda hoje, uma reunião entre os representantes do Cremepe e o secretário Estadual de Saúde, André Longo, deve discutir as prioridades de Pernambuco para os pacientes da pediatria.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.