Recuperação

Menina esmagada por placa de concreto do Metrô Recife recebe alta e conta o que lembra do acidente

A menina participava de uma festa do Dia das Crianças quando foi atingida pela placa de concreto do Metrô Recife

Catêrine Costa
Catêrine Costa
Publicado em 06/12/2021 às 16:15
Notícia
Reprodução/TV Jornal
A menina participava de uma festa do Dia das Crianças quando foi atingida pela placa de concreto do Metrô Recife - FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

A menina que foi esmagada por uma placa de concreto do Metrô Recife durante uma festa do Dia das Crianças, em outubro, recebeu alta do Hospital da Restauração, no bairro do Derby, na área central do Recife, no sábado (4). Kemilly Kethelyn Lino da Silva, de 8 anos, ainda precisa da família em tempo integral.

A criança se recupera da cirurgia no quadril e de algumas escoriações. Desde que chegou em casa, ela recebe o carinho da mãe e dos irmãos e tenta se distrair com os brinquedos que recebeu de presente.

Ainda assustada, a menina diz se lembrar do exato momento em que foi atingida pela placa de concreto do muro do metrô. “Estava chuviscando aí eu entreguei meu irmão ao tio e as crianças foram tudo para perto da placa. Aí todas correram. Na hora que eu ia correr, a placa caiu", contou.

>>Mãe de menina ferida em queda de muro do Metrô do Recife chora ao lembrar como a filha estava após acidente
 

O enfermeiro Jonata Bruno da Silva, um dos organizadores do evento, ajudou no resgate e fez questão de visitá-la. "Nossa maior expectativa era essa, ela chegar e a gente receber ela com amor e carinho. Realmente é um milagre ter acontecido tudo isso e hoje ela estar conosco na nossa comunidade", disse.

A mãe, Caroline Pereira, contou que Kemily ainda será submetida a novos exames, mas disse estar aliviada por ter a filha de volta em casa depois de quase dois meses de angústia.

Relembre o caso

A menina de apenas 8 anos participava de uma festa, no sábado, em comemoração ao Dia das Crianças, na Avenida Central, no Recife. Por volta das 13h, uma das placas do muro do metrô caiu em cima dela. Jonata Santos, que coordena o projeto Mão Amiga, responsável pelo evento, informou que havia cerca de 150 crianças no local, além de 20 voluntários e familiares dos pequenos.

O acidente ocorreu logo após o almoço das crianças. Em seguida, estava prevista a distribuição de presentes, o que não aconteceu, diante do incidente. A garota foi socorrida por pessoas da comunidade. Inicialmente, para o Imip e, depois, diante da gravidade do caso, levada para o Hospital da Restauração. 

Segundo Jonata Santos, mais de 8 pessoas correram para levantar a placa de concreto de cima da criança.

+VÍDEOS