SAúDE

Cafeína e coração: café pode causar doenças cardíacas?

O cafezinho faz parte do dia a dia do brasileiro


TV Jornal

-Foto: Pixabay

O cafezinho faz parte do dia a dia do brasileiro, seja pela manhã, para despertar, após uma refeição, ou como companhia - e despertador - para as longas noites de trabalho. O café faz parte da rotina. Mas, entre tantos benefícios e sabor, pode ter um vilão escondido.

Em um congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia (ESC), foi dado um sinal de alerta para os consumidores de café. De acordo com o estudo, pacientes em estágio 1 de hipertensão, entre 18 e 45 anos, que bebem de 1 a 3 expressos (60 a 70 mg de cafeína) por dia possuem três vezes mais chance de sofrerem um evento cardiovascular, sendo infarto do miocárdio o mais comum, do que não consumidores de café.

Especialista

O cardiologista Luis Carlos dos Santos alerta para as pessoas que consomem com muita frequência e quantidade o café. "Quando usado com muita frequência e em grande quantidade, ele pode levar a um aumento da frequência cardíaca e esse aumento pode estar relacionado ao aumento da pressão e, neste caso, o cafe pode muitas vezes ser proibido, a cafeína pode levar a arritmias, que são o surgimento de estímulos anormais no coração. Você tem que ter a certeza que não e possui um hipertiroidismo, uma arritmia cardíaca grave, ou de alguma outra doença cardíaca."

 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.