PRISÃO

Condenado por mandar matar promotor de Itaíba chega ao Recife

Condenado por mandar matar promotor de Itaíba, Zé Maria foi condenado a 50 anos e quatro meses de prisão em outubro de 2013. Ele fugiu do presídio


Condenado por mandar matar promotor de Itaíba chega ao Recife

José Maria foi condenado a 50 anos e quatro meses de prisão em outubro de 2013 - Foto: Ricardo B. Labastier/ Acervo JC Imagem

com informações do JC Online

O homem condenado por mandar matar o promotor de Itaíba em 2013 chegou ao Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes na madrugada desta quarta-feira (31), por volta das 1h20. José Maria Pedro Rosendo Barbosa estava foragido desde 14 de fevereiro deste ano, após fugir da Penitenciária Professor Barreto Campelo, em Itamaracá. Ele foi capturado na última segunda-feira (29), em Corumbá, no Mato Grosso do Sul, na fronteira com a Bolívia.. O acusado prestou depoimento no Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), na Zona Oeste do Recife, e será encaminhado para um presídio federal de segurança máxima, que não teve o nome divulgado pela polícia.

Confira vídeo que mostra pouso do voo que estava Zé Maria:

Entenda o caso

O fazendeiro José Maria Pedro Rosendo Barbosa foi condenado pelo assassinato do promotor de Justiça Thiago Faria Soares, em outubro de 2013, e estava foragido desde 14 de fevereiro deste ano, após fugir da Penitenciária Professor Barreto Campelo, em Itamaracá. Ele foi capturado na última segunda-feira (29), em Corumbá, no Mato Grosso do Sul, na fronteira com a Bolívia. O anúncio da captura do fazendeiro foi feito pelo secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, em entrevista à Rádio Jornal

Mais conhecido como Zé Maria, ele e outros seis detentos conseguiram fugir durante um resgate e uma intensa troca de tiros. O sargento da Polícia Militar Rinaldo Azevedo Campelo, 49 anos, que tentou impedir a fuga, foi baleado na cabeça e morreu. Os presos teriam usado escadas e cordas para deixar a penitenciária. 

Um vídeo divulgado pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) mostra o momento da prisão de Zé Maria. Veja:

Condenação

José Maria foi condenado a 50 anos e quatro meses de prisão depois de ser apontado pela Polícia Federal como o mandante do assassinato do promotor Thiago Faria, que atuava no município de Itaíba, no Agreste do Estado. As investigações apontaram que o motivo do crime foi a disputa por terras na região. Outros quatro acusados de participação no homicídio também foram condenados

 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.