SOLIDARIEDADE

Clube Atlântico de Olinda se transforma em abrigo para moradores de rua no enfrentamento à pandemia

O pavilhão que normalmente era palco de grandes eventos foi dividido em três áreas e hoje é espaço de acolhimento e prevenção

Clube Atlântico de Olinda se transforma em abrigo para moradores de rua no enfrentamento à pandemia

O pavilhão que normalmente era palco de grandes eventos foi dividido em três áreas e hoje é espaço de acolhimento e prevenção - Foto: Reprodução/TV Jornal

O Clube Atlântico que fica localizado no Carmo, em Olinda se transformou em um abrigo para os moradores de rua da cidade no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Na ocasião, o clube teve a estrutura adaptada e higienizada para receber os novos frequentadores do local. 

Nas primeiras noites de funcionamento, o espaço de acolhimento institucional emergencial quase atingiu sua capacidade limite de 40 pessoas. O objetivo é criar um espaço seguro para evitar que os moradores em situação de rua fiquem mais expostos e sejam infectados pelo covid-19.

Áreas

O pavilhão que normalmente era palco de grandes eventos foi dividido em três áreas e hoje é espaço de acolhimento e prevenção.

Ambiente

O ambiente conta com espaços para repouso, dormitório masculino, feminino e área de convivência. A estrutura também conta com lavandeira, além de banheiros e chuveiros adaptados para a situação. Além dos espaços de acolhimento, também são oferecidas oficinas lúdicas de capacitação para os abrigado.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.