auxílio combustível

População de São Lourenço da Mata se revolta com aprovação de auxílio combustível de R$ 1,1 mil para vereadores

Com auxílio combustível, os vereadores vão poder gastar um salário mínimo por mês para encher o tanque dos próprios veículos

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 23/07/2021 às 19:50 | Atualizado em 25/05/2022 às 15:27
Tomaz Silva/Agência Brasil
FOTO: Tomaz Silva/Agência Brasil
Leitura:

A 'farra' com dinheiro público em plena pandemia da covid-19? Esse é o pensamento da população de São Lourenço da Mata após a Câmara Municipal aprova um auxílio combustível de R$ 1,1 mil para os vereadores.

Com o benefício, os parlamentares vão poder gastar um salário mínimo por mês para encher o tanque.

A reportagem do programa Por Aqui, da TV Jornal, esteve na cidade para que os políticos pudessem se justificar e saber a reação das pessoas.

A repórter Suelen Brainer esteve em São Lourenço da Mata e ouviu toda a revolta da população diante do que consideram 'desperdício com o dinheiro público'.

Além disso, a tentativa ao vivo de conversar com algum representante da Câmara Municipal foi frustrada porque, quem atendeu, desligou sem dar satisfações ao povo quando foram avisados que estavam ao vivo na TV Jornal para toda a Região Metropolitana do Recife e parte da Zona da Mata de Pernambuco.

Confira o vídeo abaixo, com os principais trechos da cobertura feita pelo programa Por Aqui:

Entenda a lei

A lei foi publicada no Diário Oficial dos Municípios de Pernambuco no dia 15 de julho, mas só entra em vigor em janeiro de 2022.

O Portal da Transparência mostra que cada vereador de São Lourenço da Mata recebe R$ 12,5 mil. As pessoas que compram à vista, o litro da gasolina está quase R$ 6.

Quem utiliza o próprio veículo para trabalhar, tira o dinheiro do abastecimento do salário que recebe. Os moradores do município querem entender o motivo do valor do auxílio combustível tem que sair dos cofres públicos.

Mais Lidas