Estupro

Professor de Jiu Jitsu é acusado de abuso sexual por alunas de 13 e 17 anos


As mães das adolescentes acreditam que exista outras crianças e adolescentes vítimas do professor

Catêrine Costa
Catêrine Costa
Publicado em 23/02/2022 às 13:52
Notícia
Alex Oliveira/JC Imagem
As crianças foram levadas para o Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA) - FOTO: Alex Oliveira/JC Imagem
Leitura:

Um homem de 32 anos, que seria dono de uma academia de artes marciais na cidade de São Lourenço da Mata no Grande Recife, e atuaria também como taxista, é acusado de abusar sexualmente duas adolescente. Os casos teriam ocorrido no ano de 2021, quando as vítimas tinham 13 e 17 anos. 

Na manhã desta quarta-feira (23), as duas garotas foram ouvidas no Departamento de Polícia da Criança e do adolescente (DPCA), no bairro da Madalena, Zona Norte do Recife. A mãe da vítima mais nova contou que a menina teria ido com o professor fazer exame de faixa na sede da academia dele que funciona no bairro da Ilha do Leite, área central do Recife. 

"Comecei a conversei com ela e perguntei se teria acontecido alguma coisa. Inicialmente pensei que poderia ser uma briga ou desentendimento. Ela me disse que havia acontecido mas ela não conseguia falar. E aí ela escreveu uma carta e contou tudo que aconteceu", revelou a mãe que diz não imaginava que aquilo poderia ter ocorrido com sua filha. 

Demora

A mãe também revelou que procurou a Polícia Civil de Pernambuco em agosto do ano de 2021. Mas viu a necessidade de buscar a imprensar devido a demora na resolução do caso.

De acordo com a mulher, o suspeito ainda está solto e nem se quer chegou a ser emitido um mando de prisão para ele. 

Investigação

A mulher levou para a DPCS conversas de WhatsApp que podem ajudar nas investigações. Nas trocas de mensagens, dias após o fato, o professor chegou a perguntar a vítima de 13 anos se a menstruação dela havia chegado. 

"Resolvi me passar por ela para falar sobre o assunto. Ele fala que não aconteceu nada demais, pede para ela voltar a treinar e pergunta sobre a menstruação. Nas mensagens ele se incrimina", contou. 

Ameaça

Ainda conforme informações passadas pela mãe a equipe de reportagem da TV Jornal, revelam que a menor de 13 anos chegou a ser ameaçada com um revólver pelo acusado. 

Outras vítimas

As mães das adolescentes acreditam que existam outras crianças e adolescentes vítimas do professor de Jiu Jitsu. De acordo com as famílias, no celular do suspeito existe conteúdo pornográfico infantil. 

Polícia Civil

Veja a nota enviada pela Polícia Civil de Pernambuco na íntegra:

A Polícia Civil de Pernambuco, informa que registrou no dia 23.02, através da Delegacia de Polícia de Crimes Contra Criança e Adolescente - DPCA, uma ocorrência de Estupro de Vulnerável. O crime ocorreu na cidade de São Lourenço da Mata. Um inquérito policial foi instaurado e outras informações só poderão ser repassadas após a completa elucidação.

+VÍDEOS