Violência

Policial militar reage a assalto e mata mulher de 27 anos no Recife

A mulher, junto com o companheiro que mantinha um relacionamento de 3 meses, tentou assaltar a policial militar que tinha acabado de largar do trabalho.

Catêrine Costa
Catêrine Costa
Publicado em 19/05/2022 às 13:33 | Atualizado em 19/05/2022 às 13:42
Notícia
Reprodução/ TV Jornal
A mulher tentou assaltar uma policia militar que reagiu e a matou - FOTO: Reprodução/ TV Jornal
Leitura:

Uma Polícia Militar (PM) sofreu uma tentativa de assalto, na última quarta-feira (18), por volta das 20h na Rua Doutor George William Butler, bairro do Curado, no Zona Oeste do Recife. 

A agente tinha acabado de largar do trabalho e estava trafegando pelo local de moto quando foi interceptada por um casal em uma outra moto.

De acordo com a polícia, o homem, armado com um simulacro de pistola, anunciou um assalto. A policial reagiu.

A mulher foi baleada. Imagens de celular feitas por populares pouco tempo depois mostram o momento em que a mulher, de 27 anos, é socorrida por uma viatura acionada pela PM.

MULHER CHEGOU A SER SOCORRIDA

A mulher chegou a ser socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Curado. Ainda segundo a polícia, houve uma tentativa de reanimação, mas ela não resistiu. 

HOMEM FOI PRESO

O companheiro dela, um homem de 29 anos, com quem ela tinha um relacionamento de apenas 3 meses, fugiu.

Mas ele foi localizado 3h depois no bairro de Muribara em São Lourenço da Mata, ainda no Grande Recife. Ele estava dormindo, na casa da mãe.

Com o suspeito a polícia conseguiu apreender o simulacro utilizado no assalto. Ele foi levado para o Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), onde teria confessado a prática de assaltos com a companheira.

Ele, que já tinha duas passagens no sistema prisional por Tentativa de homicídio e outra por roubo.

O homem foi autuado em flagrante por tentativa de roubo.

INVESTIGAÇÃO

A policial militar e uma testemunha prestaram depoimento. A delegada Euricelia Nogueira entendeu o caso como legítima defesa.

A moto do casal foi apreendida.

INSEGURANÇA NA REGIÃO

No local, onde tudo aconteceu, sobram relatos de assaltos.

O motorista de ônibus Antônio João Cavalcanti, por pouco, não foi vítima de assaltantes.

"Um dia larguei no dia de domingo às 4h da tarde, aí passaram dois caras de moto. A mais ou menos seis metros, ele deu a volta e queria voltar para pegar a gente. O policiamento aqui é pouco", comentou.

NOTA DA POLÍCIA MILITAR

Veja nota na íntegra:

A Polícia Militar informa que o policiamento ostensivo no bairro do Curado é realizado, diuturnamente, pelo 12° BPM. As rondas são realizadas através de guarnições táticas, do Grupo de Apoio Tático Itinerante (GATI). Além das Operações de Combate aos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) e da Operação Conquista.

A PMPE orienta, ainda, a população a sempre que notar alguma movimentação estranha em suas comunidades, acionar as forças de segurança, no telefone 190, ou prestar uma queixa, posteriormente, na Delegacia de Polícia Civil.

+VÍDEOS