MARCELLUS UGIETTE

MPPE tem prazo para analisar processos de promotor afastado


TV Jornal

-Foto: Arquivo / JC Imagem

O promotor da vara de execuções penais, Marcellus Ugiette, afastado das funções devido a denúncias de favorecimento ilícito para beneficiar presos, deve conceder uma entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira (9), às 11h. 

O afastamento do promotor de seu cargo fez com que o MPPE formasse uma força-tarefa para agilizar o andamento dos processos da vara de execuções penais, na qual ele trabalhava há cerca de 15 anos. Seis promotores, cinco da área criminal e um de cidadania, foram designados para atuar na área. Eles também vão avaliar possíveis irregularidades.

Defesa de Ugiette

A defesa do promotor Marcellus Ugiette já tem um inquérito com mais de 1000 páginas. Nele, constam fotos, gravações telefônicas e provas documentais que fazem parte das investigações da Polícia Civil e MPPE. Segundo o inquérito, o promotor é citado com o nome de "Anjo" em conversas entre advogados da quadrilha especializada em crimes como estelionato que foi desarticulada na última sexta-feira (3), durante uma operação Ponto Cego da polícia Civil.

No documento, constam indícios de que o promotor estaria facilitando a transferências de integrantes do grupo criminoso, que já estão presos, de uma unidade prisional para outra, em troca de presentes e dinheiro como pagamento. Como o promotor tem foro privilegiado, o Ministério Público tem 10 dias para concluir a investigação com o apoio da Polícia Civil, e segundo o advogado, só depois será apresentada a defesa.

Ainda segundo ele, a Polícia chegou a pedir a prisão de Marcellus Ugiette, o que não foi acatado pela procuradoria do Ministério Público, e que os advogados envolvidos com a quadrilha negam a participação do promotor no esquema de corrupção.

Mal estar

Nessa quarta-feira (8), Marcellus Ugiette chegou a passar mal, no apartamento onde mora, no bairro do Espinheiro, e foi socorrido para um hospital particular, no bairro das Graças. Poucas horas depois, ele recebeu alta médica. Em entrevista para a Rádio Jornal, o filho do promotor falou que ele que sofre com problemas cardíacos e teve uma queda de pressão.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.