MARCELUS UGIETTE

Com 13 horas de duração, promotor afastado presta 1º depoimento ao MP


TV Jornal

-Reprodução/TV Jornal

O promotor da Vara de Execuções Penais Marcellus Ugiette, investigado pela Polícia Civil pelo crime de corrupção passiva, prestou o primeiro depoimento ao Ministério Público nessa quarta-feira (15). Ele está afastado das funções há 11 dias, suspeito de beneficiar presos em troca de dinheiro e presentes. O depoimento durou 13 horas.

Na chegada à sede do MP, localizada no bairro da Boa Vista, no centro do Recife, apenas o advogado do promotor foi visto. Emerson Leonidas antecipou que Ugiette só iria falar sobre as denúncias de favorecimento de presos. As respostas sobre denúncias da corregedoria do MP, de que o promotor não teria devolvido processos de 1999, ficaria para outro momento.

De acordo com Ugiette, ele se sente satisfeito em ter apresentado suas versões sobre as acusações e afirmou estar pronto para apresentar provas, caso a investigação do Ministério venha a se transformar em processo criminal.

Operação Ponto Cego

Deflagrada no último dia 3, pela Polícia Civil, a Operação Ponto Cego tem como objetivo desarticular uma organização criminosa voltada aos crimes de estelionato, corrupção passiva, ativa, lavagem de dinheiro, advocacia administrativa e furto qualificado em Pernambuco, Alagoas e Rio Grande do Norte. Ugiette foi apenas um dos alvos.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.