VíDEO

Suposto PM ameaça jovens de morte em condomínio e família denuncia

TV Jornal

-Reprodução/TV Jornal

Um tatuador foi até a corregedoria da Secretaria de Defesa Social (SDS), na manhã desta sexta-feira (1º), pedir investigação sobre a conduta de um suposto policial militar. Ele contou que foi ameaçado de morte pelo suspeito, dentro do condomínio onde mora com a família, em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife.

Um vídeo mostra o momento em que o suposto PM aponta uma arma para o jovem e um amigo. A vítima acredita que a ameaça foi motivada por racismo e preconceito. A confusão ocorreu no prédio onde o jovem mora com a família. O suspeito seria um sargento da Polícia Militar, parente da síndica do condomínio.

Segundo um dos jovens, que pediu para não mostrar o rosto, o homem fez inúmeras ameaças. Uma das vítimas, que trabalha como tatuador, garantiu que nunca esteve preso, nem estava fumando maconha e sim, cigarro. 

Ameaças

Para os jovens e para a família deles, o motivo da confusão seria racismo. Durante a abrdagem, o homem, segundo as vítimas, teria ameaçado colocar drogas nas coisas deles e levá-los presos em flagrante por tráfico de drogas.

Logo que foi embora, os dois rapazes seguiram para a Delegacia de Camaragibe, onde prestaram uma queixa por ameaça. Eles procuraram também, a corregedoria Geral da Secretaria de Defesa Social do Estado, que afirmou que vai investigar o caso.

Vídeo

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.