Reajuste

Com ônibus climatizados, passagem ficará mais cara no Recife


Usuários do transporte público reclamam e afirmam que seria mais vantagem um aumento na frota

Gustavo Henrique Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Gustavo Henrique
Publicado em 29/05/2019 às 12:07
TV Jornal / Reprodução
FOTO: TV Jornal / Reprodução
Leitura:

O projeto de lei que garante a obrigatoriedade da instalação de aparelhos de ar condicionado em toda a frota de ônibus que circula no Recife foi sancionado pelo prefeito Geraldo Julio, nessa terça-feira (28). Por causa disso, o Grande Recife Consórcio de Transporte informou que as passagens dos veículos climatizados terão seus valores aumentados.

O acréscimo será de R$0,33 centavos para os ônibus com ar condicionado. Devido ao possível reajuste, a reclamação é grande por parte dos passageiros nos terminais da cidade. A maioria acredita que, em vez da climatização, o problema de mobilidade deveria ser priorizado e melhorado, com o aumento da frota de veículos.

Confira

Prazo

Os empresários têm um prazo de quatro anos para que todos os 552 ônibus estejam devidamente climatizados.

Reclamação

A manicure Edilene Monteiro, que utiliza o transporte público três vezes por dia, acredita que a lei não traz nenhum benefício, devido ao maior peso no bolso. "No fim, quem paga é a gente né. O usuário que está pagando o ar condicionado, que eles dizem ser bom para a gente. Não vi benefício nenhum, desde que a gente pague, não existe isso", reclamou Edilene.

Mobilidade

Para o educador Fábio Araújo, o aumento da frota de ônibus seria mais eficaz no quesito mobilidade e traria maior benefício aos passageiros que a instalação dos aparelhos de ar condicionado. "A gente passa mais de uma hora esperando um transporte público, então acho que deveriam pensar primeiro em mobilidade e não no ar condicionado", concluiu.

Linhas de ônibus

A lei obriga a climatização dos ônibus que operam exclusivamente no Recife, ou seja, aqueles com itinerários que começam e terminam na capital pernambucana, sem passar pela Região Metropolitana. Veja aqui as linhas que passarão a ter ar condicionados.