ALAGAMENTO

Trânsito é interditado após Túnel da Abolição amanhecer alagado

O túnel está interditado desde a meia-noite desta quinta-feira

Trânsito é interditado após Túnel da Abolição amanhecer alagado

O bloqueio acontece desde a meia-noite. Agentes da CTTU estão no local - Foto: Bruno Campos/JC Imagem

Na manhã desta quinta-feira (14), o Túnel da Abolição amanheceu alagado e teve que ter o trânsito interditado. O bloqueio acontece desde a meia-noite, no bairro da Madalena, na Zona Oeste do Recife. Ainda não se sabe se o motivo do alagamento. Agentes e orientadores da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) estão no local para orientar os motoristas.

Rotas

Quem vem da Rua Real da Torre, com destino ao bairro de Afogados, não poderá seguir em frente. A opção é pegar a direita na Avenida Caxangá, e seguir pela via no sentido subúrbio, para fazer o retorno no Cordeiro, também na Zona Oeste.

O Grande Recife Consórcio de Transporte, que é responsável pelo túnel, informou, por meio de nota, que já acionou uma equipe para "verificar o que houve no funcionamento das bombas do Túnel da Abolição". 

Histórico 

Não é de hoje que o Túnel da Abolição apresenta problemas com alagamentos. Desde a construção do equipamento, inaugurado no dia 12 de abril de 2015. O túnel liga a Rua Real da Torre à Rua João Ivo da Silva, sob a Avenida Caxangá. A obra, que faz parte do Corredor Leste-Oeste, eliminou um dos cruzamentos mais congestionados à época e custou R$ 16 milhões.

A inauguração do túnel se deu após um ano e quatro meses de atraso, também por causa dos alagamentos. A obra deveria ter sido finalizada em janeiro de 2014, antes da Copa do Mundo, mas houve um problema com a construtora Mendes Júnior, investigada pela Operação Lava Jato e com o lençol freático da área, que ocasionava as constantes inundações.

>> Túnel da Abolição, no bairro da Madalena, registra novo alagamento

>> Túnel da Abolição alaga com chuva e amanhece interditado

>> Túnel da Abolição amanhece alagado após madrugada de chuva

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.