OPERAÇÃO REDITUS

Grupo suspeito de sonegar mais de R$ 7 milhões é alvo de operação

Os suspeitos são pessoas físicas e empresas do ramo de combustíveis. Seis mandados de prisão e 17 de busca e apreensão estão sendo cumpridos hoje (3)

Grupo suspeito de sonegar mais de R$ 7 milhões é alvo de operação

Existem suspeitas de que os envolvidos praticaram o crime de lavagem de dinheiro e usaram laranjas para cobrir o nome dos empresários - Foto: Reprodução/TV Jornal

Seis mandados de prisão e 17 de busca e apreensão estão sendo cumpridos, durante a manhã desta terça-feira (3), em cidades do Grande Recife e em Glória de Goitá, na Zona da Mata do Estado. Os alvos são pessoas físicas e empresas do ramo de combustíveis, suspeitos de sonegar impostos estaduais e promover a receptação de caminhões de combustível roubados.

>> Polícia faz operação contra quadrilha que pratica crimes desde 2010

>> Operação Papai Noel: SDS reforça segurança no comércio do Recife

 

A operação Reditus é realizada em conjunto pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE), Policiais Civis e Militares e Secretaria Estadual da Fazenda. De acordo com as investigações, o grupo pode ter sonegado mais de R$ 7,1 milhões.  

Assista

Postos de combustíveis

As investigações apontam que seis postos de combustíveis estariam envolvidos nos crimes. Os estabelecimentos são suspeitos de vender o produto roubado sem emitir as notas fiscais. O esquema teria começado em um posto que fica na Avenida Carlos Gueiros leite, no bairro do Janga, em Paulista.

Suspeita de laranjas

Ainda de acordo com o MPPE, existem suspeitas de que os envolvidos encomendaram roubos de cargas, adulteraram combustíveis, praticaram o crime de lavagem de dinheiro e usaram laranjas para encobrir os nomes dos empresários. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.