SAúDE

Febre amarela: vacinação é antecipada após morte de macacos em Aldeia

A vacina era indicada para quem precisava viajar para um local com casos da doença. Este ano, o Ministério da Saúde decidiu incluir doses no calendário

Febre amarela: vacinação é antecipada após morte de macacos em Aldeia

Embora Pernambuco não tenha registros da doença, há mais de 80 anos, é importante ficar atento quanto aos sintomas, que podem ser confundidos com os de uma gripe - Foto: Guga Matos/ Acervo JC Imagem

A partir do próximo sábado (11), moradores e funcionários de condomínios de Aldeia, em Camaragibe, na Região Metropolitana do Recife, vão ser vacinados contra a febre amarela. A vacinação estava prevista no calendário de imunização para toda a população pernambucana, no mês de março, mas foi antecipada para aquela região, depois que 14 macacos foram encontrados mortos, com suspeita da doença. 

>> Secretaria de Saúde de PE investiga pelo menos 14 mortes de saguis em Aldeia

 

Vacinação

Quem mora ou trabalha perto de onde os macacos mortos foram encontrados vai receber a vacina contra a febre amarela, neste fim de semana. A Secretaria de Saúde de Pernambuco vai disponibilizar cerca de 2.200 doses. A vacina será aplicada dentro do condomínio Alvorada.

Calendário

Até agora, a vacina era indicada apenas para quem precisava viajar para um local onde há casos da doença. Mas, a partir deste ano, o Ministério da Saúde já havia decidido incluir as doses no calendário. 
Toda a população vai poder receber as doses, em março.

Macacos mortos

Até agora, 14 macacos foram encontrados mortos. Os primeiros, no dia 26 de dezembro, e o outro, na semana passada. Amostras já foram enviadas para análise no Instituto Evandro Chagas, do Pará, e para o Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE) e o da Bahia. 

Febre amarela silvestre

A febre amarela silvestre é transmitida apenas pela picada de mosquitos infectados. Não passa de uma pessoa para outra, nem por meio da mordida do macaco. A doença é mais comum no verão, quando a reprodução dos mosquitos, em área de muita vegetação, é maior, por causa da combinação de chuva e calor.

Embora Pernambuco não tenha registros da doença, há mais de 80 anos, é importante ficar atento quanto aos sintomas, que podem ser confundidos com os de uma gripe:

  • febre repentina
  • calafrios
  • dor de cabeça
  • nas costas e no corpo
  • náuseas
  • vômitos
  • fadiga
  • fraqueza
  • pele amarelada

Caso os sintomas apareçam, a orientação é procurar uma unidade de saúde.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.