SOLIDARIEDADE

PMs doam sangue para melhorar estoques do Hemope; veja como ajudar

Policiais militares entraram na luta contra o coronavírus e estão indo doar sangue em grupos, no Hemope. Estoques estão baixos, por causa de isolamento

PMs doam sangue para melhorar estoques do Hemope; veja como ajudar

O objetivo da ação é abastecer o estoque de sangue do hemocentro - Foto: Wellington Lima/ TV Jornal

Policiais militares entraram na luta contra a Covid-19 e começaram a doar sangue no Hemope, nesta quinta-feira (2). O objetivo da ação é abastecer o estoque de sangue do hemocentro, que teve uma redução no número de doadores, por conta da pandemia de coronavírus.

Primeiro grupo

As primeiras doações foram feitas por policiais voluntários do batalhão de choque, nessa manhã. Eles chegaram, em grupo de 10 pessoas, para evitar aglomeração, e foram recebidos pela presidente do Hemope.

Em seguida, os policiais preencheram uma ficha, com dados pessoais, e foram para a sala de doação.

Mais doações

Na tarde desta quinta, mais um grupo, de 10 voluntários, vai dará continuidade à ação. A expectativa da PM é incentivar todos os comandantes de batalhões da Região Metropolitana do Recife e unidades especializadas a participar da campanha.

Quem pode doar

Os critérios de doação continuam os mesmos. Podem doar sangue pessoas que tenham entre 18 e 60 anos, tenham dormido bem, não tenham consumido bebida alcoólica, nas últimas 12 horas antes da doação, e estejam bem de saúde.

Horário e endereço

Quem quiser doar é só se dirigir ao hemocentro, que fica na Rua Joaquim Nabuco, nº 171, no bairro das Graças, Zona Norte do Recife.

Segunda-feira a sábado e feriados: 07h30 às 18h30
Endereço: Rua Joaquim Nabuco, 171 - Graças, Recife - PE

>> Hemope tem estoques baixos por causa do coronavírus e convoca doadores
>> Delegacia de Boa Viagem e ONG fazem campanhas para arrecadar doações
>> Hemope faz esquema para doações de sangue na pandemia do coronavírus
>> Coronavírus: HCP e Detran lançam campanhas para arrecadar doações
>> Veja como ajudar e onde procurar ajuda neste cenário de coronavírus 

Coronavírus no Brasil

O número de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus no país subiu para 6.836 nessa quarta-feira (1°), de acordo com os dados mais recentes do Ministério da Saúde. O número de mortes por covid-19 chegou a 240. O índice de letalidade ficou em 3,5%.

Nessa terça-feira (31), o país contabilizava 201 óbitos e 5.717 casos confirmados da doença. Os novos casos somaram 1.119, um pouco menos do que os 1.138 novos no balanço ontem.

As mortes estão assim distribuídas pelos estados brasileiros: São Paulo (164), Rio de Janeiro (28), Ceará (8), Pernambuco (8), Piauí (4), Rio Grande do Sul (4), Paraná (3), Amazonas (3), Distrito Federal (3), Minas Gerais (3), Bahia (2), Santa Catarina (2), Rio Grande do Norte (2), Alagoas (1), Maranhão (1), Mato Grosso do Sul (1), Goiás (1), Paraíba (1) e Rondônia (1).

Veja dicas de prevenção contra o coronavírus

* Higienize as mãos

Lave suas mãos frequentemente com água e sabão ou com uma solução de álcool em gel.

Por quê? Esfregar as mãos ajuda a eliminar traços do vírus que podem estar presentes em lugares de uso comum.

* Mantenha distância social

Mantenha pelo menos um metro de distância de pessoas que apresentam tosse ou espirros constantes.

Por quê? A tosse e o espirro propagam pequenas gotas de secreção e saliva que podem conter vírus. Com a proximidade, a chance de respirar ou ter contato essas gotículas aumenta.

* Evite tocar os olhos, o nariz e a boca

Evite coçar, esfregar ou ter qualquer tipo de contato com as mucosas. Essas áreas têm contato direto com a corrente sanguínea e são mais sensíveis à presença de agentes de contaminação

Por quê? As mãos estão em contato constante com superfícies que podem ser vetores de transmissão de vírus e bactérias. Mantê-las longe das mucosas diminui a chance de ficar doente.

* Pratique higiene respiratória

Tenha boas práticas de higiene respiratória. Isso significa cobrir a boca e o nariz com o braço curvado ou com um lenço de tecido ou papel ao tossir e espirrar. Descarte ou higienize o material usado imediatamente.

Por quê? Gotículas de saliva e secreção são vetores do Covid-19. Evitar que outras pessoas entrem em contato com saliva contaminada evita não apenas o coronavírus, mas uma série de doenças respiratórias.

* Em caso de febre ou dificuldade respiratória, busque ajuda médica rapidamente

Não saia de casa se estiver com febre. Se os sintomas persistirem e caso haja dificuldade respiratória, busque atenção especializada imediatamente.

Por quê? Apesar de serem sintomas comuns, uma ação rápida pode evitar problemas mais sérios e o desenvolvimento de sintomas mais graves de infecções respiratórias.

* Uso de máscaras

Pessoas saudáveis, sem sintomas como febre, tosse ou espirros não precisam usar máscaras

Por quê? Apenas profissionais de saúde e pessoas que apresentem sintomas parecidos com os do novo coronavírus precisam usar máscaras. A função das máscaras é conter a propagação do vírus em quem já está infectado. A OMS recomenda o uso racional das máscaras.

* Fique bem informado e siga os procedimentos do Ministério da Saúde

Por quê? Autoridades nacionais e locais têm a informação mais atualizada sobre a situação de saúde na sua área. Tomar atitudes preventivamente ajuda o sistema de saúde a distribuir e compreender de maneira ágil a disseminação de qualquer doença.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.