COVID-19

Recife compra mais de 10 mil equipamentos para combate ao coronavírus

Os equipamentos comprados serão utilizados nas unidades provisórias de isolamento do Recife, para pacientes com o novo coronavírus

Recife compra mais de 10 mil equipamentos para combate ao coronavírus

Os equipamentos comprados serão utilizados nas unidades provisórias de isolamento do Recife, para pacientes com o novo coronavírus - Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR

O Recife comprou mais de 10 mil equipamentos para serem utilizados no tratamento das vítimas do COVID-19. O anúncio foi feito pelo prefeito Geraldo Julio, na manhã desta quarta-feira (8), em coletiva de imprensa. Do total comprado pela Prefeitura do Recife, foram mais de mil camas hospitalares, 900 concentradores de oxigênio, 400 monitores de sinais vitais, 122 respiradores pulmonares (dos quais 14 vieram de doação do setor privado), nove equipamentos de raio-x portáteis de última geração e 34 desfibriladores. Os equipamentos serão distribuídos entre os sete hospitais de campanha. 

Segundo o secretário de saúde do Recife, Jailson Correia, estes equipamentos são apenas uma parte das aquisições. Ele explicou ainda que os recursos estão sendo captados dos cortes de outras áreas, como anunciado pelo prefeito. "Os investimentos são crescentes, ainda estão em operação, esses equipamentos são uma parte. O prefeito recentemente anunciou cortes em outras estruturas da prefeitura do Recife, para destinar R$ 180 milhões a todo esforço de montagem. Isso dá uma escala do volume de recursos que estamos falando", comenta.

A prefeitura, conforme Correia, tem enfrentado dificuldades na compra dos equipamentos, tanto no mercado nacional, quanto no internacional. "Muitas dificuldades. O processo tem sido muito complexo, nós temos procurado todas as formas de abordagem dos fornecedores, ligando para os que já ofereciam equipamentos médicos, mas buscando outras alternativas, fazendo busca de preço. Em poucos dias conseguimos garantir a chegada de 122 respiradores. Dos equipamentos, esse é o que representa a maior dificuldade de aquisição", informou.

O Recife ganha, a partir desta quinta-feira (9), mais uma Unidade Provisória de Isolamento para atender os pacientes com o novo coronavírus. Ao todo, sete estruturas estão sendo montadas pela Prefeitura do Recife. 

Estão em funcionamento duas Unidades Provisória de Isolamento. Elas ficam nas policlínicas Amaury Coutinho, no bairro da Campina do Barreto e na Barros Lima, no bairro de Casa Amarela, ambas na Zona Norte. Também estão sendo montados leitos para os pacientes com covid-19 no Hospital da Mulher, no bairro do Curado, Zona Oeste. O prefeito não especificou qual unidade entra em funcionamento nesta quinta, tampouco a quantidade de leitos.

O prefeito anunciou ainda 658 profissionais de saúde contratados para reforçar a rede de enfrentamento à pandemia. 

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.