PANDEMIA

Com números crescentes, primeira morte por coronavírus em PE faz um mês neste sábado (25)

Por conta da covid-19, milhares de famílias perderam seus entes queridos

Com números crescentes, primeira morte por coronavírus em PE faz um mês neste sábado (25)

Pernambuco confirmou 395 novos casos da Covid-19 e 40 novas mortes nesta sexta (24) - Foto: Marcello Casal Jr/ AgÊncia Brasil

Com informações do repórter, Michael Carvalho

O dia 25 de abril marca um mês em que o Estado de Pernambuco registrou a primeira morte pelo novo coronavírus. Atualmente, são 352 óbitos, de acordo com o último boletim divulgado nesta sexta-feira (24), pela Secretária Estadual de Saúde. Desde então, um pesadelo transformou completamente o dia a dia da população. 

Em apenas um mês, já são milhares de famílias desoladas por conta de um inimigo invisível que também foi capaz de tirar os profissionais de saúde, que trabalham na linha de frente e decidiram dedicar a vida para cuidar das outras pessoas.

Mortes em Pernambuco

A SES-PE confirmou a primeira morte provocada pelo novo coronavírus no dia 25 de março. A vítima foi um idoso de 85 anos, que estava internado no Hospital Oswaldo Cruz. No dia 26, outras duas mortes foram confirmadas. Um idoso de 69 anos, morador do Recife, com histórico de viagem para a Itália e um canadense de 79 que apresentou os sintomas da doença enquanto estava a bordo do Navio Silver Shadow, que atracou no Recife no dia 12 de março.

Em pouco tempo, o número de óbitos disparou consideravelmente. Entraram na lista homens e mulheres sendo idosos, pessoas com doenças crônicas associadas e até mesmo jovens. Durante esse período, uma gestante de 33 anos também morreu após complicações com a covid-19. O bebê dela precisou ser retirado as pressas e foi encaminhado com vida para a UTI de um hospital particular.

Além disso, duas técnicas de enfermagem que trabalhavam no Getúlio Vargas foram as primeiras vítimas na área de Saúde. Ana Cristina Tomé, de 50 anos e Betânia Ramos, de 55 morreram no último dia 4. Uma outra trabalhadora, Williane Maily Lins dos Santos, de 30 anos, que era técnica de hemodiálise, também foi mais uma vítima da doença. Ela morreu no Hospital João Murilo, em Vitória de Santo Antão, há uma semana enquanto esperava pela transferência para um leito de UTI. 

>>Recife é a primeira capital a receber túmulos biosseguros por causa do coronavírus; entenda

Aglomeração 

Apesar da escalada de mortes, ainda são vistos pontos de aglomeração em diversas cidades de Pernambuco. Sem dúvidas, uma realidade preocupante diante da ocupação atual de leitos de UTI.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.