AUXíLIO DE R$ 600

Filas: MPF entra com ação contra Caixa Econômica, Estado e União

As filas em frente às agências da Caixa Econômica Federal não param de crescer, por causa do auxílio emergencial de R$ 600 e, agora, pagamentos do INSS

Filas: MPF entra com ação contra Caixa Econômica, Estado e União

Na agência da Caixa que fica na avenida Agamenon Magalhães, no Derby, a fila se formou ainda na noite dessa quarta-feira (29) - Foto: Tião Siqueira / JC Imagem

O cenário de filas imensas se repetiu, mais uma vez, em agências da Caixa Econômica Federal, nesta quinta-feira (30). As imagens parecem as mesmas, mas as aglomerações pioram, diariamente.

Alguns buscam informações sobre o pagamento do auxílio emergencial, outros querem sacar o dinheiro. Além disso, aposentados e pensionistas estão se juntando a esse grupo, para sacar os benefícios.

Assista

>> Editorial: pandemia do coronavírus escancara a pobreza que sempre existiu

MPF

Como essa situação virou rotina, o Ministério Público Federal (MPF) ajuizou uma ação civil pública com pedido de liminar contra a Caixa Econômica Federal, a União e o Estado de Pernambuco, para que sejam tomadas providências que façam cessar essas aglomerações.

Na ação , o procurador da República, Alfredo Falcão Júnior, solicitou o apoio da Força Nacional e do Exército Brasileiro, além da Polícia Militar. Foi requerida também a fixação de uma multa diária em caso de descumprimento da liminar, no valor de R$ 5 mil para a Caixa e R$ 20 mil para a União e para o Estado.

Viram a noite

Na agência da Caixa que fica na avenida Agamenon Magalhães, no Derby, a fila se formou ainda na noite dessa quarta-feira (29). Pela manhã, ainda tinha gente dormindo na calçada. Na Avenida Cruz Cabugá, Centro do Recife, a quantidade de pessoas era tão grande, que ficou difícil ver o fim da fila, que se estendia pela Avenida Mário Melo.

Grande Recife

O mesmo cenário em outras cidades. A agência de Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, estava cheia, ainda na madrugada. Em Goiana, a situação é a mesma. Em frente à agência da Caixa, no bairro de Rio Doce, em Olinda, uma multidão se formou, logo cedo, e as filas começaram no início da noite de ontem.

>> Mulher faz apelo por doação de sangue; veja como e onde doar
>> Menina de 3 anos com leucemia precisa de doação de sangue
>> Paróquia do Santíssimo Sacramento de Santo Antônio realiza campanha de arrecadação de máscaras para moradores de rua
>> Coronavírus: Profissionais de saúde do Recife criam campanha para arrecadação de doações
>> Núcleo de Apoio à Criança com Câncer afirma que doações caíram pela metade por causa do coronavírus
>> Pandemia do coronavírus: Lar do Neném pede doações para se manter

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

>> COVID-19: veja como baixar o aplicativo e solicitar auxílio de R$ 600
>> Auxílio de R$ 600: Veja calendário e saiba quando irá receber
>> Coronavírus: auxílio-doença pode ser solicitado ao INSS sem perícia
>> Saiba se está inscrito no CadÚnico para receber auxílio de R$ 600
>> PMs doam sangue para melhorar estoques do Hemope; veja como ajudar 
>> Hemope tem estoques baixos por causa do coronavírus e convoca doadores
>> Delegacia de Boa Viagem e ONG fazem campanhas para arrecadar doações
>> Hemope faz esquema para doações de sangue na pandemia do coronavírus
>> Coronavírus: HCP e Detran lançam campanhas para arrecadar doações
>> Veja como ajudar e onde procurar ajuda neste cenário de coronavírus 

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

Confira o passo a passo de como lavar as mãos de forma adequada: 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.