DúVIDAS

Saiba como vão ser feitos os bloqueios dos veículos e quais as punições em caso de descumprimento

O secretário de Defesa Social explica como serão as fiscalizações nas cinco cidades do Grande Recife

Saiba como vão ser feitos os bloqueios dos veículos e quais as punições em caso de descumprimento

A nova medida irá valer até o dia 31 de maio - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

O novo decreto estadual que determina o rodízio de veículos nas cidades do Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Camaragibe e São Lourenço da Mata, à fim de conter o avanço do novo coronavírus começou, em caráter educativo, nesta terça-feira (12). Em entrevista a TV Jornal, o secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua, explicou como vão ser feitos os bloqueios nesses cinco municípios e quais as punições para quem não cumprir a determinação.

"Os bloqueios vão ser as blitzs. As pessoas vão se lembrar das blitzs da Lei Seca que temos em tempos normais. Então nós, faremos essa ação em 34 pontos simultâneos nos cinco municípios impactados. São pontos fixos que mudarão diariamente, de acordo com a necessidade e com essa avaliação do aumento ou redução do fluxo de veículos. Além desses pontos fixos, teremos também a fiscalização móvel como motopatrulhamento, fazendo abordagens de veículos que eventualmente estão transitando sem a permissão, ou seja, estão transitando sem que haja o rodízio ali permitido", falou Pádua.

 

A partir do próximo sábado (16), será vigorado o isolamento rígido nas cinco cidades. A nova medida irá valer até o dia 31 de maio. 

>>Coronavírus: Após decreto, veja como vai funcionar o rodízio de carros nas cinco cidades do Grande Recife

Exceções

As exceções serão os profissionais das áreas de Saúde, Segurança, Defesa Civil e de uso oficial. Veículos de serviços essenciais, como distribuidoras de água e gás, energia, Correios, imprensa, alimentos, funerárias, coleta de lixo, obras, guinchos e ambulâncias, táxis, ônibus e motocicletas de entrega também estão liberados. A comprovação do vínculo de trabalho com um destes serviços deve ser feita por meio de crachá, carteira de trabalho ou documentos similares.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.