DENúNCIA

Coronavírus: Acompanhantes denunciam leitos improvisados no Recife

Segundo a denúncia, há cinco pacientes com coronavírus no Hospital Ulysses Pernambucano

Coronavírus: Acompanhantes denunciam leitos improvisados no Recife

Segundo a denúncia, cinco pacientes estão com coronavírus no hospital - Foto: Reprodução/TV Jornal

Acompanhantes de pacientes do Hospital Ulysses Pernambucano, referência no atendimento a pacientes psiquiátricos no Estado, que fica localizado no Recife, denunciaram nesta quarta-feira (20), a situação dos pacientes que estão isolados com suspeita de contaminação pelo novo coronavírus na unidade. Eles afirmam que leitos foram improvisados no setor de emergência e funcionam de forma precária.

Em imagens feitas pelo celular, é possível ver pacientes confirmados e outros com suspeitas da doença em leitos de isolamento precários. Através do vídeo, fica visível a falta de estrutura. Por telefone, a equipe de reportagem da TV Jornal, conversou com um acompanhante de paciente. Segundo ele, no hospital, há cinco pacientes com covid-19 na unidade. Uma delas está assintomática e junto de outros pacientes. Ele ainda conta que o hospital não está preparado para tratar esse tipo de doença.

Funcionários também em risco

A denúncia também relata a presença de funcionários com 60 anos, que fazem parte do grupo de risco, trabalhando diretamente com pacientes infectados com o vírus, além da falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), como máscaras adequadas, por exemplo.

>>Recife gastou R$ 670 milhões no combate ao coronavírus, afirma Priscila Krause

>>MPPE recomenda expansão de cemitérios para realização dos enterros das vítimas do coronavírus

 

Nota do hospital

A direção do hospital disse que destinou enfermarias da unidade para prestar assistência aos pacientes com sintomas respiratórios ou gripais. A direção também confirmou que oito pacientes estão com covid-19 e que eles apresentam transtorno psiquiátrico grave. Sobre a denúncia de que há funcionários com mais de 60 anos trabalhando, a direção disse que alguns colaboradores que não apresentam outro fator de risco estão atuando em setores administrativos do hospital, sem contato com pacientes suspeitos ou confirmados para a doença.Também negou a informação de que faltam lençóis para os pacientes e equipamentos de proteção individual para os profissionais do hospital.

Coronavírus em Pernambuco

Nesta quarta-feira (20), a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, 1.318 novos casos da Covid-19 em Pernambuco. Entre os confirmados, 518 se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e 800 como leves. Agora, Pernambuco totaliza 22.560 casos já confirmados, sendo 11.018 graves e 11.542 leves.

Além disso, foram confirmados laboratorialmente 93 óbitos. Com isso, o Estado totaliza 1.834 mortes pela Covid- 19.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.