Operação

Operação mira grupo suspeito de tráfico internacional de drogas em Pernambuco


Segundo a polícia, o grupo suspeito de tráfico de drogas seria liderado por um alemão, casado com uma brasileira, que mora em Jaboatão dos Guararapes

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 23/06/2020 às 12:55
Divulgação/PF
FOTO: Divulgação/PF
Leitura:

A Polícia Federal desarticulou, através da Operação Estatueta, na manhã desta terça-feira (23), uma quadrilha envolvida com o tráfico internacional de drogas, com atuação em Pernambuco, em São Bernardo do Campo, São Paulo; em Fortaleza, no Ceará; e em Rio Branco, no Acre. Ao todo, dez mandados de prisão e 12 mandados de busca e apreensão Durante a operação, três veículos foram apreendidos, nove contas bancárias foram bloqueadas, seis imóveis foram sequestrados e nove pessoas foram afastadas do sigilo fiscal. Os suspeitos, acusados de integrarem organização criminosa voltada aos crimes de tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro, tinham atuação nos quatro estados do Brasil.

Segundo a polícia, o grupo era liderado por um alemão, casado com uma brasileira, que mora em Jaboatão dos Guararapes. Os dois se passavam por empresários e viviam em prédio de luxo. A investigação, que acontece desde 2018, começou quando supostos integrantes da organização criminosa 'Orcrim' planejavam o envio de cocaína pela fronteira entre o Brasil e a Bolívia, com direção à Alemanha. A droga era armazenada dentro de estatuetas semelhantes à de Buda. De acordo ainda com a PF, o grupo criminoso lavava o dinheiro do tráfico de drogas adquirindo imóveis na Região Metropolitana do Recife, onde moram os dois líderes da organização.

>>Coronavírus: Operação investiga compras da Secretaria de Saúde do Recife

>>Auxílio emergencial: Polícia Federal faz operação para apurar fraudes

>>PF cumpre mandados no Recife em operação contra o tráfico internacional de drogas

Operação

A operação aconteceu em quatro estados. No Acre, foram presos 2 integrantes e em São Paulo foram 3, sendo um deles o alemão líder do grupo, que estava com 16 mil dólares em um hotel. No Ceará, o alvo fugiu. Aqui em Pernambuco, foram 4 presos. Entre eles, a esposa do alemão e um advogado.

Mandado

Além dos 4 mandados de prisão cumpridos aqui, a Polícia Federal também cumpriu 8 mandado e busca e apreensão. Três veículos de luxo foram apreendidos. A justiça também determinou o bloqueio de contas físicas e jurídicas de 9 pessoas e o sequestro de 6 imóveis que pertenciam ao casal, comprados com o dinheiro do tráfico. Os alvos vão responder pelos crimes de tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro e organização criminosa.