CORONAVOUCHER

Teve o pedido do auxílio emergencial negado? Veja como recorrer

A ação é firmada com o Ministério da Cidadania e visa atender a população na tentativa de solucionar várias situações. Confira como está acontecendo o atendimento na DPU do Recife

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 25/06/2020 às 8:00
Reprodução/TV Jornal Interior
FOTO: Reprodução/TV Jornal Interior
Leitura:

As pessoas que tiveram o auxílio emergencial de R$ 600 negado, poderão contestar remotamente à Defensoria Pública da União (DPU) para resolver esse e outros problemas. A ação é firmada com o Ministério da Cidadania e visa atender a população na tentativa de solucionar várias situações.

Desempregado, Wilton de Moura coleciona uma série de protocolos de vários órgãos do Governo Federal. Desde o início da pandemia, ele decidiu pedir o auxílio de R$ 600 em março. Após 1 mês com a situação em análise no aplicativo da Caixa Econômica Federal, ele recebeu uma mensagem de que pelo CPF constatava como morto. Com isso, ele decidiu procurar o Ministério da Cidadania que afirmou que o CPF dele estava regularizado.

Confira

Porém, casos como do seu Wilton vem se acumulando no ministério. O chefe da DPU no Recife, José Henrique Bezerra, revela que atualmente estão sendo feitos 120 atendimentos de pessoas que estão com problemas para retirar o auxílio emergencial. A parceria deve ajudar a quem precisa do benefício.

>>Auxílio emergencial: Prazo para solicitar benefício acaba em duas semanas

>>Cerca de 318.369 agentes públicos receberam auxílio emergencial

>>Confira se você recebe auxílio emergencial nesta quinta-feira (25)

Atendimento na DPU do Recife

Como a Defensoria Pública da União está fechada por causa da pandemia, o atendimento só poderá ser feito através do telefones (81) 31941200 - (81) 992434165 no horário das 8h às 17h30 ou pelo WhatsApp - (81) 995156936 no horário das 8h às 15h. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, exceto feriados.

Podem ser atendidos pela unidade da DPU no Recife os residentes das cidades de: Abreu e Lima, Araçoiaba, Bom Jardim, Buenos Aires, Camaragibe, Carpina, Chã de Alegria, Feira Nova, Fernando de Noronha, Glória do Goitá, Igarassu, Ilha de Itamaracá, Itapissuma, João Alfredo, Lagoa do Carro, Lagoa do Itaenga, Limoeiro, Machados, Moreno, Nazaré da Mata, Olinda, Paudalho, Paulista, Pombos, Recife, São Lourenço da Mata, Tracunhaém e Vitória de Santo Antão (cidades que compõem a jurisdição de Recife - Justiça Federal).

Além da DPU no Recife, existe unidade em Caruaru e Petrolina.

+VÍDEOS