AULAS PRESENCIAIS

Escolas particulares pretendem apresentar calendário de volta às aulas para Governo de Pernambuco

O Sindicato de Escolas Privadas de Pernambuco (SINEPE-PE) não concordou com o adiamento das aulas online até o dia 31 de julho

Escolas particulares pretendem apresentar calendário de volta às aulas para Governo de Pernambuco

Escola particular de Olinda, no Grande Recife, faz adequações nas salas de aula - Foto: Reprodução/TV Jornal Interior

O Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de Pernambuco (SINEPE-PE) não concordou com a prorrogação da suspensão das aulas presenciais até o dia 31 de julho por causa do novo coronavírus (covid-19), anunciada nessa terça-feira (30), pelo Governo do Estado.

Com isso, os donos das instituições pretendem encaminhar ao estado uma proposta de calendário de retomada das aulas. O documento está em fase de conclusão e deve ser entregue ainda esta semana. A ideia do sindicato é antecipar a volta antes do prazo determinado.

Confira

>>>Aulas presenciais seguem suspensas em Pernambuco até 31 de julho

Pernambuco tem 2 mil e 400 instituições de ensino particular com 400 mil alunos matriculados. Segundo o secretário Fred Amancio, as diretrizes do plano de retomada serão específicas para a educação e dentro das recomendações pedagógicas e sanitárias.

Uma instituição de ensino particular do município de Olinda, no Grande Recife, já está fazendo adequações nas salas de aula e tomando medidas para o retorno. Segundo o diretor, haverá mudanças nas estruturas externa e interna do colégio. As salas serão organizadas com cadeiras afastadas e espaços de um 1,5m entre elas. Nos corredores, serão instalados equipamentos de álcool em gel e pias e a entrada e saída dos alunos serão controladas por funcionários em três portões.

Aulas presenciais

Mesmo com todo o protocolo de segurança para a volta às aulas presenciais, muitos pais ainda não se sentem seguros em mandar os filhos para a escola.

É o caso da administradora Raquel Maia, que tem dois filhos. Ela acompanha as crianças nas aulas online e confessa que ainda tem dúvidas em relação ao aprendizado, porém, fica apreensiva quando pensa na retomada das aulas presenciais. 

Prorrogação

O Governo de Pernambuco anunciou que as aulas presenciais em escolas, universidades públicas e privadas no Estado seguem suspensas por causa do novo coronavírus. O prazo anterior se encerrava nesta terça-feira (30), mas foi prorrogado até o dia 31 de julho.

 "O Governo de Pernambuco prorroga a suspensão das atividades presenciais nas instituições de ensino em todo o Estado até o dia 31 de julho. A Secretaria de Educação e Esportes está trabalhando na elaboração de um plano para retomada das atividades presenciais que inclui um protocolo com diretrizes específicas para a Educação, observando todas recomendações pedagógicas e sanitárias", diz nota do governo.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.