TESTES

Ivermectina será testada contra coronavírus em Pernambuco

Remédio é usado para tratamento de piolho

Ivermectina será testada contra coronavírus em Pernambuco

Eficácia do uso da cloroquina para tratamento de pacientes com o novo coronavírus ainda precisa de comprovação científica - Foto: Pixabay

Um dos remédios usados para tratamento de piolho e sarna, a ivermectina será testada em pacientes contra a doença provocada pelo novo coronavírus em Pernambuco. O estudo será realizado nas próximas duas semanas e faz parte de uma pesquisa aprovada pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa vinculada à Universidade Federal de Pernambuco (UFRPE).

Protocolo

Na ocasião, foi montado um protocolo com doses da medicação e também frequência diferentes do que é utilizado para tentar comprovar a eficação da Ivermectina., que sempre teve indicação para tratamento de piolho. 

>>Coronavírus: Testes com vacinas dão esperanças contra pandemia

Ivermectina

A ivermectina é uma das medicações mais testadas contra a covid-19. Em laboratório, ela já teve muita eficácia. Agora, só resta saber se também terá em humanos.

Coronavírus em Pernambuco

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) confirmou, nesta terça-feira (21), 326 novos casos do novo coronavírus. Entre os confirmados, 264 (81%) são casos leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que estavam na fase final da doença ou já curados. Os outros 62 (19%) se enquadram como Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Agora, Pernambuco totaliza 80.441 casos já confirmados, sendo 22.250 graves e 58.191 leves.

Também foram confirmados 53 óbitos, ocorridos desde o dia 12 de abril. Do total de mortes no informe de hoje, 36 (68%) ocorreram de 12/05 a 17/07. As outras 17 (32%) ocorreram nos últimos 3 dias, sendo 8 mortes no dia 18/07, 7 no dia 19/07 e 2 registradas no dia de ontem (20/07). Com isso, o Estado totaliza 6.089 óbitos pela doença.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.