Covid-19

Pandemia do coronavírus muda o comportamento dos animais do zoológico do Recife


Apesar de não haver grande diferença na rotina deles, segundo o veterinário, os animais têm sido bem observados

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 27/07/2020 às 12:02
Reprodução/TV Jornal
FOTO: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

A pandemia do novo coronavírus mudou o comportamento dos animais do zoológico do Recife. No caso do Horto Dois Irmãos, localizado na Região Metropolitana do Recife, está fechado ao público e os visitantes ainda não podem aproveitar o espaço, porém quem está aproveitando a calmaria são eles: os animais.

A equipe de reportagem da TV Jornal conseguiu flagrar com mais tranquilidade o leão Léo tomando sol e até fazendo pose. Já um dos chipanzés mais velhos criados em cativeiro, no Brasil, o Sena, também tem aproveitado a tranquilidade do parque para passear um pouco mais. Hábitos que já eram normais na vida desses e de outras espécies, mas que segundo o Gestor Técnico do Horto e Veterinário, Márcio Silva, com a ausência de visitantes, eles puderam perceber ainda mais.

Observados

Apesar de não haver grande diferença na rotina deles, ainda segundo o veterinário, os animais têm sido bem observados.

Reabertura terá que ser feita aos pucos

Normalmente as ruas e as áreas de visitação ficam cheias de gente. Apesar das orientações, é possível evitar o barulho, o que pode estressar algumas espécies. E segundo a equipe de profissionais, quando o parque pude funcionar, essa reabertura terá que ser feita aos poucos para não assustar os animais.

Ritmo normal

E enquanto o antigo normal do Zoo não volta, os moradores do lugar, seguem a vida no ritmo normal deles.