VIVA O FUTURO

Viva o Futuro: amigas que perderam o emprego na pandemia encontram saída no empreendedorismo

As amigas Ulla e Renata investiram na abertura de um brechó, no Recife

Viva o Futuro: amigas que perderam o emprego na pandemia encontram saída no empreendedorismo

Renata e Ulla encontraram a saída do desemprego na abertura de um brechó - Foto: Reprodução/TV Jornal

Com informações de Michael Carvalho

A pandemia do novo coronavírus trouxe crise, mas também revelou exemplos de quem não desanimou e que servem de inspiração. O TV Jornal Meio-Dia começou a exibir, na última segunda-feira (27), o quadro "Viva o Futuro" com relatos para mostrar que os desafios podem impulsionar sonhos.

Após serem desligadas da empresa em que trabalhavam, devido à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, duas amigas decidiram investir na criação de um brechó. A parceria tá dando tão certo que elas planejam expandir o negócio pelo país. 

Assista na reportagem

Ulla Schettini e renata Maris se conheceram na faculdade. As duas se formaram em arquitetura e construíram um laço forte de amizade. Sempre conversaram sobre tudo, inclusive sonhos. Há quase cinco anos, Renata sonhou em estudar na Austrália, recebeu apoio da amiga e conseguiu comprar a passagem. Já estava com quase tudo pronto mas se deu conta que não conseguiria levar junto todo o guarda-roupa. Foi quando ela e ulla decidiram reunir as peças sem uso para abrir um brechó, batizado de forma carinhosa como Brechozito.

Após a venda das roupas e o embarque da Renata, o projeto, que até então era provisório, foi paralisado.

Recomeço

Em 2018, Renata voltou de viagem e trouxe na bagagem um olhar mais aguçado para o mundo empreendedor. Começou a ter algumas ideias e anotava tudo no caderninho. Mas foi só após o desligamento da empresa onde as duas trabalhavam que elas decidiram retomar as atividades do brechó.

As demissões foram consequência da pandemia do novo coronavírus e as arquitetas precisaram se reinventar para ter de volta uma renda. Drante o isolamento, investiram nas redes sociais e conseguiram aumentar o público do brechó. O resultado não demorou e as caixas deram lugar as araras e as embalagens ganharam um novo visual. Tudo higienizado antes de ser entregue as clientes. As arquitetas que antes desenhavam ambientes se mostram felizes com o crescimento do negócio e querem mais. O foco agora é projetar algo em comum entre elas: sonhos. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.