PANDEMIA

Atendimentos a casos suspeitos de coronavírus nos hospitais de campanha do Recife caem mais de 60%


O anúncio foi feito por Geraldo Julio

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 05/08/2020 às 12:44
Divulgação/Prefeitura do Recife
FOTO: Divulgação/Prefeitura do Recife
Leitura:

Nesta quarta-feira (5), o prefeito do Recife Geraldo Julio anunciou a redução de 62% nos atendimentos de casos suspeitos do novo coronavírus nos hospitais de campanha da capital pernambucana.

"Nos tivemos uma redução de 62% nos atendimentos de casos suspeitos de covid-19 nos nossos hospitais de campanha. No mês de julho, foram 2.054 atendimentos, e no mês de abril foram 5.378. Essa redução nos leva a estudar uma nova etapa no processo de reorganização dos hospitais de campanha. Eles já fizeram, ao todo, 14 mil atendimentos de casos suspeitos de covid", falou o prefeito.

Recife é a 2º capital do Nordeste com maior taxa de mortalidade

Um levantamento feito a partir de dados disponibilizados pelas secretarias municipais de Saúde mostra que o município do Recife é a segunda capital da Região Nordeste com a maior taxa de mortalidade pelo novo coronavírus.

A cidade registra uma taxa de 129 mortes para cada 100 mil habitantes, com um índice de letalidade de 7,8%. Comparada a São Paulo, que tem uma população quase sete vezes maior do que a capital pernambucana, a taxa de letalidade por covid-19 é de quase 5%.

Pernambuco ultrapassa os 100 mil casos confirmados de coronavírus

Nesta quarta-feira (5), a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou 1.488 novos casos do novo coronavírus. É importante mais uma vez destacar que o aumento no número de casos hoje, em comparação ao de ontem, é motivado pelo atraso, e consequente acúmulo de notificações, pelos municípios. Para se ter ideia, entre os confirmados hoje, apenas 84 (5,6%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

Todos os outros 1.404 (94,4%) são leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que já estavam curados, ou na fase final da doença. Agora, Pernambuco totaliza 100.321 casos confirmados, sendo 23.955 graves e 76.366 leves.

Também foram confirmados 41 óbitos, ocorridos desde o dia 21 de maio. Do total de mortes de hoje, apenas 11 (26,8%) ocorreram nos últimos três dias, sendo 5 mortes registradas no dia de ontem (terça, 04/08), 3 mortes em 03/08 e 3 em 02/08. Os outros 30 óbitos (73,2%) ocorrem entre os dias 21/05 e 1º/08. Com isso, o Estado totaliza 6.758 mortes pela Covid-19.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.