VIVA O FUTURO

Viva o Futuro: Durante pandemia, Dona Rosa assume desafio de manter as portas do Hotel Central abertas

Diante de período de incertezas, chef de cozinha traz mensagem de fé e esperança para o futuro

Viva o Futuro: Durante pandemia, Dona Rosa assume desafio de manter as portas do Hotel Central abertas

O Hotel Central fica no bairro da Boa Vista, centro do Recife - Foto: Reprodução/TV Jornal

A pandemia causada pelo novo coronavíus interrompeu, infelizmente, várias histórias, mas também deu a oportunidade para que algumas bem antigas pudessem ser preservadas. Uma delas é a do do famoso Hotel Central do Recife, o primeiro grande prédio de Pernambuco, inaugurado em 1928.

Com a crise, ele iria fechar as portas, mas foi aí que a chef de cozinha Rose Maria topou o desafio de mantê-las abertas, uma missão com um sabor bem especial. Dona Rosa, como gosta de ser chamada, tem 55 anos e começou a trabalhar aos 18 anos no hotel, onde a mãe cozinhou por 30 anos e se aposentou.

Confira na reportagem

Mesmo sem experiência, ela topou o desafio e desde junho está administrando o hotel, que é um ícone do estado. Pelos corredores históricos do estabelecimento, já passaram muitas personalidades.

Esperança

O próprio hotel, que já passou por muito ao longo das mais de 9 décadas de história, é uma prova de que é possível resistir e se reinventar. Assim como a própria Rosa está fazendo., encarando um novo desafio e de olho no futuro.

Uma vida de 8 andares e 59 quartos pronta pra ser preenchida novamente. Para quem está se sentindo perdido em plena pandemia, a chef de cozinha dá uma receita de fé e esperança.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.