NOVO NORMAL

Cortina do Abraço leva carinho a idosos que vivem em abrigos do Recife

Cerca de 100 idosos vão receber um abraço "protegido" nesta sexta-feira (7). Intuito da ação é levar carinho sem riscos de contágio pela covid-19

Cortina do Abraço leva carinho a idosos que vivem em abrigos do Recife

A cortina é feita de um plástico resistente, que protege contra o risco de contágio pelo novo coronavírus - Foto: Foto: Cortesia

Diante da pandemia do novo coronavírus (covid-19), um momento delicado que nos obriga a manter o distanciamento social, um abraço faz muita falta. Para quem mora em um abrigo, a realidade é ainda mais difícil. Mas esta sexta-feira (7) será marcada por muito carinho para os idosos.

>>>Abrigos de idosos de Olinda não registraram nenhum caso do novo coronavírus

A ação "Cortina do Abraço" é uma iniciativa nacional que vai beneficiar, em Pernambuco, cerca de 100 idosos que vivem no Lar de Jesus, no bairro da Torre, na Zona Norte do Recife, e Casa Padre Venâncio, no bairro da Várzea, na Zona Oeste do Recife.

Assista na reportagem

O abraço caloroso será possibilitado por uma cortina feita de um plástico resistente, para que não haja risco de transmissão do novo coronavírus. Tudo isso para permitir que os idosos sintam novamente o carinho de um abraço.

Ideia

A ideia da cortina foi da empresária Cleusa Maria da Silva, que começou a fazer bolos pra alegrar a família e hoje é dona de uma rede de lojas no Brasil e nos Estados Unidos. Durante a ação, terá distribuição de bolos para deixar o dia mais doce. A cortina do abraço vai permanecer no Lar de Jesus e na Casa Padre Venâncio por tempo indeterminado, para que eles possam receber as pessoas, sentir o carinho, e continuarem protegidos. 

“Ser idoso no Brasil já é muito triste e ainda não poder receber um abraço de quem amamos há meses, é desolador. Essa ação foi pensada para dar um pouco de amor e carinho para os nossos idosos que estão tão fragilizados nesta fase de isolamento social. E Recife não poderia ficar de fora. Vamos levar muitos abraços ao Lar de Jesus e Casa Geriátrica Padre Venâncio”, explicou Cleusa Maria da Silva, fundadora do projeto que vem sendo realizado em diversas capitais do Brasil.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.