REPERCUSSãO

Nota: Carrefour se desculpa por deixar corpo de funcionário morto em loja

O corpo do trabalhador foi coberto por guarda-sóis, enquanto o estabelecimento funcionava normalmente

Nota: Carrefour se desculpa por deixar corpo de funcionário morto em loja

A rede de supermercados se manifestou sobre o caso por meio de nota - Foto: Reprodução: Redes Sociais

Um funcionário do supermercado Carrefour, do Recife, morreu enquanto trabalhava, na última sexta-feira (14). O corpo do trabalhador foi coberto com guarda-sóis e o estabelecimento continuou funcionando normalmente.

O corpo ficou no local por quatro horas, até a chegada de uma equipe do Instituto de Medicina Legal (IML), que fez a remoção.

>> INSS inicia hoje projeto-piloto de prova de vida digital; tire dúvidas

 

Nota do Carrefour na íntegra

O caso foi bastante criticado nas redes sociais. O Carrefour publicou uma nota informando que já mudou o protocolo e que, a partir de agora, as lojas vão ser fechadas, em caso de morte dentro do estabelecimento.

O Carrefour informou também que está dando apoio à família do funcionário. Confira a nota, na íntegra:

"O Carrefour pede desculpas em relação à forma inadequada que tratou o triste e inesperado falecimento do Sr. Moisés, vítima de um ataque cardíaco, na loja de Recife (PE). A empresa errou ao não fechar a loja imediatamente após o ocorrido à espera do serviço funerário, bem como não encontrou a forma correta de proteger o corpo do Sr. Moisés.

Reforçamos que, assim que o promotor de vendas começou a passar mal, fizemos os primeiros socorros e acionamos o SAMU, seguindo todos os protocolos para realizar o socorro rapidamente. Após o falecimento, seguimos a orientação de não retirar o corpo do local.

O Carrefour também reitera que mudou as orientações aos colaboradores para situações raras como essa – incluindo a obrigatoriedade do fechamento da loja -, com objetivo de trazer mais sensibilidade e respeito ao conduzir fatalidades. Continuaremos em contato com a família do Sr. Moisés para apoiá-los no que for necessário e nos solidarizamos com o momento tão difícil."

 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.