SÉRIE ESPECIAL

Viagem para a China: A relação dos chineses com a língua portuguesa e com o Brasil

A China é o principal parceiro comercial do Brasil há uma década e a chave para a parceiria é o domínio dos idiomas


Viagem para a China: A relação dos chineses com a língua portuguesa e com o Brasil

Alunos chineses durante aula, em escola da China - Foto: Luisi Marques / JC IMAGEM

A China é o principal parceiro comercial do Brasil há uma década. Apesar da distância, é cada vez mais comum ver brasileiros querendo atravessar o oceano para encontrar oportunidades por lá. Os chineses também se planejam para explorar outros territórios do mundo, inclusive o Brasil. A chave para abrir esses caminhos é domínio dos idiomas falados nos dois países.

Na Universidade de Estudos Internacionais de Pequim, capital da China, alunos estudam a língua portuguesa. Assim que entram no curso, a primeira lição é escolher um nome no nosso idioma. 

Um aluno chinês de 20 anos escolheu o nome Augusto. “Os meus pais me dizem que se eu aprender o português, há muitas oportunidades em outros países, especialmente na África, e tenho oportunidade de ganhar muito dinheiro.”

>>>Viagem para a China: conheça pontos turísticos, culinária típica e costumes do país

>>>Viagem para a China: educação básica no país é a melhor do mundo

>>>TV Jornal Meio-Dia passa a exibir reportagens especiais da China nesta sexta-feira (7)

A professora Matilde Pinto é de portugal. Ela chegou na China há quatro anos.“Cada vez mais, eles têm muito interesse na língua portuguesa. Muito em parte por culpa do Brasil por causa do BRIC. Eles procuram muito a língua portuguesa como uma língua que lhes pode dar no futuro um bom trabalho, bem remunerado e eles tem cada vez mais interesse. As turmas tem cada vez maior número de alunos e há cada vez mais cidades na China a ensinar português.”, explicou Matilde. 

Assista na reportagem especial da série

Português x Mandarim

Em dez anos, o número de universidades que ensinam português na China passou de 6 para 23. Se os chineses querem aprender a falar o português para buscar oportunidades de trabalho em outros países, quem já domina o nosso idioma sai na frente na hora de procurar emprego na China. Uma das oportunidades é para ensinar a língua portuguesa. Mas pra isso tem que dominar também o mandarim.

No Brasil, Eraldo é estudante de engenharia da Universidade de Pernambuco (UPE). Ele começou a aprender Mandarim, no Recife, para estudar na China.

Parceria comercial

Há dez anos, a China é o principal parceiro comercial do Brasil. Em 2018, foram gerados 100 bilhões de dólares em negócios entre os dois países. De janeiro a outubro do ano passado, foram mais de 81,5 bilhões de dólares. A China é o quarto principal destino de investimentos do Brasil.

“São países que estão juntos também, no aspecto mais ampliado, no BRIC's, que são essa grande coalizão de grandes potências emergentes do mundo em desenvolvimento. Estamos falando aí de Brasil, Índia, China, África do Sul e a Rússia. Então, Brasil e a China tem relações de grande densidade", explicou o especialista em relações internacionais, Thales Castro.

 

Parceria

A produção da série de reportagens é uma parceria da TV Jornal, da Associação da Imprensa de Pernambuco e do Consulado da China no Estado. Na semana que você vai conhecer um pouco sobre a educação na China.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.