EDUCAÇÃO

Aulas presenciais: "Esperamos voltar a partir de 16 de setembro", diz diretor de sindicato de escolas particulares

Segundo o diretor, também ficou decidido com o Governo de que o decreto que suspende as aulas presenciais até o dia 15 de setembro não será prorrogado.

Aulas presenciais:

Arnaldo Mendonça durante entrevista à TV Jornal nesta quinta-feira (3). - Foto: Reprodução/TV Jornal

Em entrevista à TV Jornal, durante a manhã desta quinta-feira (3), Arnaldo Mendonça, diretor executivo do sindicato de escolas particulares de Pernambuco, afirmou que ficou decidido, com o Governo de Pernambuco, que até a próxima semana será divulgado o calendário de retomada das aulas presenciais.

>>>Donos de escolas particulares, funcionários e professores protestam por volta às aulas presenciais

"Ficou definido que até a próxima semana o calendário será divulgado. Apresentamos esse calendário ao governo desde o dia 3 de julho. A gente espera que o calendário realmente seja cumprido e que tenhamos datas de retorno definidas", disse Arnaldo.

Assista a entrevista completa

>>>Educação Infantil: Carga horária em escolas pode ser flexibilizada

>>>Veja protocolo para retomada de aulas presenciais do ensino superior

>>>Educação Básica: aulas presenciais seguem suspensas até 15 de setembro

Segundo o diretor, também foi firmada a decisão de que o decreto que suspende as aulas presenciais até o dia 15 de setembro não será prorrogado. "Esperamos então que, a partir do dia 16, nós, gradualmente, voltamos com as aulas presenciais, com metade dos alunos em aulas online e outra metade presencial", afirmou. 

"A proposta que nós trouxemos e mantemos é que o início seja pelas extremidades. As crianças da educação infantil e o ensino médio, com 50% de cada, pois sabemos que nenhuma escola da educação infantil possuem contato com alunos do ensino médio", explicou o diretor. 

Protesto

A manifestação aconteceu no Palácio do Campo das Princesas, localizado no bairro de Santo Antônio, área central do Recife, nesta quinta-feira (3). O protesto teve objetivo de pedir uma definição sobre a data de retomada das aulas presencias nas escolas pernambucanas.

Nota do Governo na íntegra

A Secretaria da Casa Civil de Pernambuco informa que uma comissão formada por representantes de pais, alunos e proprietários de escolas particulares foi recebida nesta quinta-feira (03) pelos secretários-executivos de Articulação e Acompanhamento da Casa Civil, Eduardo Figueiredo, e de Gestão da Rede de Educação e Esportes, João Charamba.

Durante o encontro, os secretários-executivos ouviram os apelos feitos pelo grupo e explicaram que o decreto de número 49.392, assinado no dia 31 de agosto e que manteve a suspensão das aulas presenciais nos estabelecimentos de ensino públicos e privados no estado, tem vigência até o dia 15 de setembro. Os gestores informaram ainda que o Governo do Estado irá se pronunciar sobre o assunto até o fim da validade desse decreto.

Volta às aulas

De acordo com o sindicato, desde o mês de junho que a categoria aguarda uma resposta do Governo. Segundo eles, a pauta sugerindo a volta das aulas nas 2 mil e 400 instituições de Pernambuco foi discutida com os secretários de educação e de saude do estado.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.