REABERTURA

Empresários, moradores e frequentadores de Fernando de Noronha fazem carreata para pedir reabertura gradual total da ilha

Por enquanto, o acesso é permitido apenas para quem prova que contraiu e já se recuperou do novo coronavírus

Empresários, moradores e frequentadores de Fernando de Noronha fazem carreata para pedir reabertura gradual total da ilha

Ao todo, cerca de 100 pessoas participaram da carreata para cobrar uma maior flexibilização do Governo do Estado - Foto: Reprodução/TV Jornal

Empresários, moradores e frequentadores de Fernando de Noronha fizeram, na manhã desta terça-feira (8), uma carreata para pedir a reabertura total da ilha. Por enquanto, o acesso é permitido apenas para quem prova que contraiu e já se recuperou do novo coronavírus.

Ao todo, cerca de 100 pessoas participaram da carreata para cobrar uma maior flexibilização do Governo do Estado na entrada das pessoas no arquipélago. Na ocasião, eles reclamaram, principalmente, do prejuízo, já que o local vive do turismo

 

Dificuldades

Segundo o dono de pousada, Renato Maia, falou sobre as dificuldades enfrentadas nesse momento. "A gente hoje está sem poder trabalhar, a Ilha depende do turismo e ninguém está podendo exercer suas atividades. Há gente na ilha passando por necessidade, a gente já criou protocolo de reabertura da ilha", falou. 

Manifestação

A manifestação terminou em frente ao Palácio do Campo das Princesas.

Nota do Governo de Pernambuco

O Governo de Pernambuco informa que uma comissão formada por empresários que atuam em Fernando de Noronha foi recebida nesta terça-feira (08), no Palácio do Campo das Princesas, pelo secretário-executivo da Casa Civil, Eduardo Figueiredo, acompanhado do superintendente jurídico da administração do arquipélago, Felipe Campos, e do diretor de projetos estratégicos, Daniel Bezerra.

Durante a reunião, foram ouvidas as reivindicações dos empresários. Eles protocolaram um ofício em que solicitam, com celeridade, a flexibilização do protocolo de entrada de turistas na ilha. O documento será encaminhado ao Comitê Socioeconômico de Enfrentamento ao Coronavírus para avaliação e eventual deliberação.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção)

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.