VIOLêNCIA

Pandemia do coronavírus facilita crescimento da violência em Pernambuco

Segundo o Ministério Público, a pandemia prejudicou o trabalho da polícia e permitiu que as organizações criminosas se estruturassem melhor

Pandemia do coronavírus facilita crescimento da violência em Pernambuco

Segundo o Ministério Público, a pandemia prejudicou o trabalho da polícia e permitiu que as organizações criminosas se estruturassem melhor - Foto: Arquivo/JC Imagem

A pandemia do novo coronavírus tem facilitado o crecimento da violência no Estado de Pernambuco. De acordo com o Ministério Público, a pandemia prejudicou o trabalho da polícia e permitiu que as organizações criminosas se estruturassem melhor.

Ao todo, 52 cidades pernambucanas já ultrapassaram o número de homicídios registrados em todo o ano passado.

>>Anuário da violência contra negros no Brasil 

>>Violência contra a mulher cresce em cidades do Grande Recife e interior de PE

>>Vídeos: onda de crimes assusta moradores da Zona Norte do Recife

Passarinho

Na Rua Ninive, no bairro de Passarinho, no Recife, os moradores ficaram com medo até de sair de suas residências. Jonathan Marcos Santos de Santana, de 25 anos, estava nesta casa quando homens armados invadiram o imóvel e efetuaram diversos disparos contra ele. A vítima havia se mudado para o endereço, há menos de um mês.

Ibura

Já no bairro do Ibura, Flavio Paulino da Silva, de 19 anos, foi morto a tiros de pistola próximo ao local do crime. Na Lagoa Encantada, mais três pessoas ficaram feridas, sendo dois homens e uma criança.

 

Destaque

Em apenas uma semana, a polícia registrou três duplos e um triplo homicídio. O destaque ficou para o assassinato de três pessoas em Enseada dos Corais, quando homens invadiram um apartamento e efetuaram vários disparos contra eles.

Homicídios

Segundo a Secretaria de Defesa Social, em nove meses, 52 municípios pernambucanos já ultrapassaram o número de homicídios registrados ao longo de todo o ano de 2019.

Organizações criminosas

E o avanço das organizações criminosas no Estado, durante a pandemia do coronavírus, pode ter contribuído para este resultado, de acordo com o Ministério Público de PE, pois dificultou o trabalho da polícia e fortaleceu os grupos criminosos, provocando o aumento da violência. Nas ruas, o sentimento de insegurança aumentou.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.