DENúNCIA

Mãe perde bebê após passar dias para ser atendida em unidades da RMR; Casal denuncia negligência

Um boletim de ocorrência foi registrado e o caso está sendo acompanhado pelos advogados da família


Mãe perde bebê após passar dias para ser atendida em unidades da RMR; Casal denuncia negligência

Foram mais de 6 horas até a mãe ser informada após um exame que a filha já não tinha batimento cardíaco - Foto: Divulgação

Um casal denuncia que perdeu o primeiro bebê porque os médicos do Hospital do tricentenário, em Olinda, teriam insistido para que a mãe fizesse parto normal, mesmo apresentando sinais de complicações. Antes, o casal conta que procurou outros dois hospitais para internamento, mas foi orientado a voltar pra casa.

Para o pai da criança, um técnico de TI, Edvaldo Júnior, ainda é difícil olhar as roupas e o quarto que foi todo reformado para a chegada da filha. Ele e a esposa que já estava na fase final da gravidez esperavam com ansiedade pelo nascimento de Luna Manoella.

>>Casal perde bebê recém-nascido e denuncia negligência médica em Jaboatão

A mãe da pequena Luna começou a sentir as contrações no dia 6 de novembro e foi levada para a Maternidade Professor Barros Lima, em Casa Amarela. Lá, teria escutado de um dos médicos que ainda não estava em trabalho de parto e foi encaminhada de volta pra casa.

>>Parentes denunciam que morte de idoso com coronavírus no Recife foi por negligência de hospital

 

Foi então que o pai levou a esposa até o Hospital Agamenon Magalhães, onde o casal também não conseguiu internamento. Eles voltaram a Maternidade Barros Lima mas foram orientados mais uma vez a ir para casa.

Em poucas horas, as dores ficaram ainda mais fortes, foi quando a mãe Larissa deu entrada no Hospital Tricentenário em Olinda. Edvaldo diz ter solicitado a cesária de urgência para a esposa durante todo o tempo mas não conseguiu resposta.

>>Menino de 5 anos morre após escorregar e cair no quintal de casa em Jaboatão

Negligência

Foram mais de 6 horas até a mãe ser informada após um exame que a filha já não tinha batimento cardíaco. Larissa que ainda tenta lidar com o luto acredita que foi vítima de negligência.

>>Parentes denunciam complicações de saúde de idoso com pneumonia por negligência médica

Boletim de Ocorrência

Um boletim de ocorrência foi registrado e o caso está sendo acompanhado pelos advogados da família.

Nota Hospital do Tricentenário

O Hospital do Tricentenário informou que o parto cesário foi realizado no momento em que foi constatada a presença de fezes do bebê no líquido amniótico, o que segundo os médicos, indica que a criança está em sofrimento. Ainda segundo o hospital, foram realizadas manobras de ressuscitação, mas não houve sucesso. A unidade de saúde também disse que o caso já foi encaminhado para apuração na comissão de ética médica.

Nota da Secretaria de Saúde do Recife

Em nota, a Secretaria de Saúde do Recife informou que está verificando a queixa sobre o atendimento na maternidade Barros Lima.

Nota da Secretaria de Saúde de Pernambuco

Com relação ao atendimento no Hospital Agamenon Magalhães, a Secretaria de Saúde do Estado informou que realizou exames físicos e laboratoriais na mãe, que afastaram a possibilidade de pré-eclâmpsia, e, por isso, houve o encaminhamento para o Hospital do Tricentenário, pelo fato da paciente ser classificada como de baixo risco.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.