GREVE

Veja como será a greve dos rodoviários em Pernambuco

O Presidente do Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco explicou como será a greve da categoria

Veja como será a greve dos rodoviários em Pernambuco

O Presidente do Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco explicou como será a greve da categoria - Foto: Reprodução/TV Jornal

Na próxima terça-feira (24), a partir das 0h, vai começar mais uma greve dos rodoviários de Pernambuco. A decisão foi aprovada em assembleia de dois turnos, realizada nessa terça-feira (17). A manifestação principal agora é para que a lei 8.761/2020, que proíbe a dupla função, seja colocada em prática.

>> Ônibus: Rodoviários do Grande Recife aprovam greve e definem data

A data do início da greve foi definida respeitando o prazo legal de 72 horas para comunicar os responsáveis pelo setor de transporte. De acordo com o sindicato, a manutenção de 30% da frota exigida por lei também será respeitada.

>> Motoristas e cobradores da RMR podem entrar em greve e já possuem data de previsão

Como será a greve?

O presidente do Sindicato dos Rodoviários de PE, Aldo Lima, falou como será realizada a greve, na prática.

“Iremos cumprir todos os requisitos legais. Aquilo que tiver previsão legal, o Sindicato vai cumprir. Se a lei determina que deve ter 30% da frota, vai ser cumprido. Se a lei determina que tem que ser comunicado 72 horas, tanto às empresas, quanto à sociedade, aos órgãos competentes, será cumprido. Todos os requisitos legais para essa greve vão estar sendo cumpridos”, afirmou.

Ônibus circulando

Ainda segundo Aldo, haverá ônibus circulando pelas ruas, na próxima terça (24).

“Um percentual de ônibus estabelecido por lei estará nas ruas. O que estiver na lei, nós vamos cumprir. No entanto, a categoria está em greve, ciente de que os trabalhadores estão muito mobilizados para esse movimento paredista, diante de tantas situações ocorridas na categoria. Como o não avanço das negociações, retirada dos cobradores, etc”, disse.

Outras Reivindicações

A categoria se diz confiante de que a dupla função será efetivamente proibida e que as outras reivindicações serão atendidas.

“Queremos que eles parem de demitir, estão demitindo trabalhadores todos os dias. Obrigando os motoristas a exercer a dupla função. Queremos que sejam cessadas essas demissões, com estabilidade de um ano de emprego para esses trabalhadores”, informou Aldo.

Opiniões

A população divide opiniões em relação à greve.

Lei que proíbe dupla função

Após o prefeito Geraldo Julio (PSB) sancionar a proibição de que os motoristas de acumulem a função de cobrador, nos ônibus do Recife, a Lei 18.761/2020 segue sem previsão para ser colocada em prática, de acordo com a apuração de Roberta Soares, do Jornal do Commercio.

Além disso, ainda não se sabe como a lei será colocada em prática. Ainda de acordo com a jornalista da coluna Mobilidade, o Governo de Pernambuco informou que a operacionalização será feita, de acordo com a orientação da Procuradoria Geral do Estado (PGE).

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.