SEPULTAMENTO

Dor e sofrimento marcam enterro de policial de Alagoas assassinado em Porto de Galinhas

O policial estava de folga, com a esposa, grávida de três meses, e um grupo de amigos, quando foi surpreendido pelos criminosos

Dor e sofrimento marcam enterro de policial de Alagoas assassinado em Porto de Galinhas

O policial estava de folga, com a esposa, grávida de três meses, e um grupo de amigos, quando foi surpreendido pelos criminosos - Foto: Cortesia

O velório do soldado da Polícia Militar de Alagoas, Jonhson Bulhões da Rosa Silva, de 27 anos, morto na noite da última sexta-feira (20), no centro de Porto de Galinhas, foi realizado em sua residência, em Alagoas. Familiares e colegas de farda estiveram presentes. 

>>Policial militar de Alagoas é morto com tiro na cabeça em Porto de Galinhas

A rua onde morava o PM, ficou cheia. De lá, as pessoas saíram em direção ao Cemitério São Luiz, no bairro Colina dos Eucaliptos. O corpo foi transportado em um carro do Corpo de Bombeiros, acompanhado por várias viaturas da polícia.

Homenagem

Johnson era soldado do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV), desde 2018. Ele também foi homenageado com música.

 

Lágrimas

O toque da corneta marcou o momento das honras fúnebres. Para muitos, foi difícil segurar as lágrimas.

Vídeo

Câmeras de segurança flagraram o assassinato de um policial militar de Alagoas, em Porto de Galinhas, em Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco, na noite da sexta-feira (20). As imagens de um estabelecimento comercial mostram que, às 23h32, o suspeito se aproxima da vítima e, logo em seguida, efetua um disparo de arma de fogo na cabeça do soldado.

Testemunhas contaram que o homem teria ido roubar a arma do PM, que estava na cintura, e que o policial teria entrado em luta corporal com o suspeito.

 

 

Prisão

Na noite desse sábado (21), equipes do 18º Batalhão prenderam um dos envolvidos no crime. De acordo com a Polícia Militar, ele foi encontrado no município de São José da Coroa Grande, na casa da sogra, e levado para a Delegacia de Porto de Galinhas.

Em seguida, ele foi encaminhado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Recife. A moto que teria sido usada na investida foi apreendida e também levada para a Delegacia de Porto de Galinhas. A arma da vítima e a arma usada no crime não foram encontradas.

A polícia ainda investiga dois vídeos que circulam pela internet, nos quais dois homens, que seriam os suspeitos de cometer o crime, aparecem circulando de moto, próximo ao local do fato.

>>Vídeo mostra assassinato de policial de Alagoas em Porto de Galinhas

Por meio de nota, a polícia Militar de Alagoas lamentou o crime e disse que está empenhada de forma efetiva à ajudar a PM de Pernambuco a prender os envolvidos.

Investigação

Ainda de acordo com testemunhas, antes de fugir, o homem ainda teria levado a arma do soldado. A Polícia Civil de Pernambuco trabalha com a hipótese de latrocínio, roubo seguido de morte.

Movimento na cidade

Na rua onde o crime aconteceu, o fim de semana foi movimentado. Turistas e moradores circularam normalmente na cidade e o comércio estava com as lojas abertas. Ambulantes, mototaxistas e funcionários de um posto de combustíveis, que presenciaram o momento do crime, preferiram manter o silêncio e não comentaram sobre o caso.

Nota da PM na íntegra

A Polícia Militar informa que o 18º BPM mantém o policiamento em Porto de Galinhas através de viaturas ordinárias, Grupo de Apoio Tático Itinerante (GATI) e Contrarresposta. O Batalhão ainda conta com o apoio da Ciatur e do Bope que intensificaram o patrulhamento na região. Ratificamos a importância de ligar para o 190, no momento da ocorrência ou prestar uma queixa, posteriormente, na Delegacia de Polícia Civil para viabilizar ajustes na estratégia de segurança.

Relembre o caso

O soldado da Polícia Militar de Alagoas, Jonhson Bulhões da Rosa Silva, de 27 anos, foi morto na noite da última sexta-feira (20), no centro de Porto de Galinhas.

O local, que é ponto turístico do município, estava com bastante movimento e o policial estava de folga, com a esposa, grávida de três meses, e um grupo de amigos, quando foi surpreendido por dois homens, que chegaram em uma moto. Um deles desceu e anunciou o assalto.

Jonhson Bulhoes foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ipojuca e, em seguida, transferido para o Hospital da Restauração, no Recife, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde. Ele foi sepultado na cidade de Maceió.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.