PANDEMIA

Covid-19: Mortes e ocupação de leitos voltam a aumentar em Pernambuco

O Estado chegou a reativar 184 leitos, nos últimos dias, incluindo UTI e enfermaria. Mas, ainda assim, as taxas de ocupação permanecem altas


Covid-19: Mortes e ocupação de leitos voltam a aumentar em Pernambuco

Diante da alta de casos, o Estado solicitou ao Governo Federal a prorrogação de custeio da manutenção de 317 leitos de UTI. O financiamento é de mais de R$ 15 milhões, para 9 municípios - Foto: AMAZÔNIA REAL

O número de mortes pela novo coronavírus (covid-19) voltou a subir, em Pernambuco, e a ocupação dos leitos para tratamento da doença também avançou, na rede pública de saúde, e já chega a 84%.

O mês de novembro teve 410 mortes confirmadas laboratorialmente, 34 a mais do que outubro, pondo fim a uma tendência de queda, que vinha desde junho.

>> Covid-19: média dos últimos sete dias é de 521 mortes, segundo Fiocruz

Investimento

Diante da alta de casos, o Estado solicitou ao Governo Federal a prorrogação de custeio da manutenção de 317 leitos de UTI voltados a pacientes com suspeita ou confirmação do novo coronavírus.

A continuidade do financiamento dessas vagas conta com um investimento de mais de R$ 15 milhões, para nove municípios.

>> Pela segunda vez, ex-senador Armando Monteiro é diagnosticado com covid-19

 

Outras cidades

Além da capital, o recurso vai para Olinda, Jaboatão e Cabo de Santo de Agostinho, na Região Metropolitana, Caruaru e Garanhuns, no Agreste, e Arcoverde, Araripina e Serra Talhada, no Sertão.

Para a prorrogação, a taxa de ocupação dos leitos deve ser superior a 50% das vagas no plano de contingência para a pandemia. No caso de Pernambuco, este índice se mantém maior que 80%, desde a primeira quinzena de novembro.

>> Caruaru cancela programação de Natal e Réveillon em 2020 devido à covid-19

 

Reativação dos leitos

O Estado chegou a reativar 184 leitos, nos últimos dias, incluindo UTI e enfermaria. Mas, ainda assim, as taxas de ocupação permanecem altas.

Nessa segunda (30), 84% dos 829 leitos estavam com pacientes e 66% dos 806 leitos de enfermaria estavam ocupados.

O Governo do Estado, no entanto, prefere classificar essa alta apenas como uma oscilação. Por outro lado, reforçam a necessidade da população de precaver mais.

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China.Os primeiros coronavírus humanos foram isolados pela primeira vez em 1937. No entanto, foi em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. Os coronavírus mais comuns que infectam humanos são o alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

  • Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização.
  • Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
  • Evitar contato próximo com pessoas doentes.
  • Ficar em casa quando estiver doente.
  • Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
  • Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência.
  • Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (mascára cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).
  • Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.