Eleições 2020

Reunião na Prefeitura do Recife dá início ao período de transição do governo da capital pernambucana

O atual prefeito, Geraldo Julio, e o prefeito eleito, João Campos, ambos do PSB, discutiram os projetos que vão impactar os primeiros 90 dias da futura gestão

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 02/12/2020 às 9:15
Day Santos/TV Jornal
FOTO: Day Santos/TV Jornal
Leitura:

Uma reunião realizada na sede da Prefeitura do Recife, nessa terça-feira (1º), deu início ao período de transição do governo da capital pernambucana. O atual prefeito, Geraldo Julio, e o prefeito eleito, João Campos, ambos do PSB, discutiram os projetos que vão impactar os primeiros 90 dias da futura gestão.

>>João Campos agradece aos recifenses e fala sobre os projetos para a cidade

Além deles, também participaram da reunião o vice-prefeito da atual gestão, Luciano Siqueira, e Isabella de Roldão, vice-prefeita a partir de 2021.

>>Após vitória, João Campos (PSB) começa a trabalhar com equipe de transição

Definição

No encontro, o prefeito-eleito João Campos disse que ainda não definiu os nomes para o secretariado. Mas vai cumprir com a promessa de colocar mulheres em metade dos cargos de liderança.

Ajuda

Após oito anos na prefeitura, o atual prefeito Geraldo Júlio disse que nesses últimos 30 dias vai fazer o possível para ajudar na transição.

Votos

João foi eleito prefeito do Recife com 56,27% dos votos (447.913 votos), derrotando Marília, que obteve 43,73% (348.126 votos).

Cortes de gastos, geração de emprego e renda, pandemia e carnaval

Em entrevista ao repórter Leonardo Vasconcelos, da TV Jornal, o prefeito eleito falou de corte de gastos, geração de emprego e renda, pandemia do novo coronavírus e carnaval. Além disso, ele falou que iria honrar os quase 448 mil votos que recebeu e fazer um governo para todos. Confira no vídeo abaixo:

Perfil de Campos

Campos tem 27 anos e está no início de sua vida política. Foi eleito deputado federal, em 2018, e chega ao seu segundo cargo político.

João segue os passos do seu pai, Eduardo Campos, candidato a presidência da República, em 2014. Durante a campanha à presidência, Eduardo morreu em um acidente de avião, abreviando sua trajetória política.

Além de filho de Eduardo, João é bisneto de Miguel Arraes, ex-governador de Pernambuco e um dos maiores nomes da política do Estado, e neto de Ana Arraes, ex-deputada federal pelo Estado e ministra do Tribunal de Contas da União (TCU).

A disputa do segundo turno, no Recife, tinha uma particularidade familiar, uma vez que João Campos é primo de Marília Arraes.

+VÍDEOS