NATAL

IBGE: itens da cesta de Natal em Pernambuco estão mais caros este ano


Os consumidores estão tendo que adotar estratégias para não deixar a tradicional ceia de Natal tão salgada

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 10/12/2020 às 14:30
Bobby Fabisack/JC Imagem
FOTO: Bobby Fabisack/JC Imagem
Leitura:

Um levantamento da Federação do Comércio de Pernambuco, realizado a partir de dados do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgado pelo IBGE, mostrou que existe um aumento nos preços dos produtos mais consumidos no Natal.

>> Campanha Samu Solidário arrecada brinquedos; veja como doar

Enquanto a inflação oficial do período de janeiro a novembro ficou em 4%, o indicador para a cesta natalina ficou bem acima da inflação, acumulando alta de 7,8%, no mesmo período.

>> Natal Para Sempre: Por conta da pandemia, espetáculo será exibido na TV Jornal

Orientação

O economista Brenno Almeida explicou os fatores que puxaram a alta. Diante de uma ceia natalina com preço mais salgado, ele orienta que a população deve ter, antes de tudo, cautela.

>> RioMar Online promove campanha 'Natal Solidário' em parceria com o Instituto JCPM; veja como ajudar

Estratégia

Para tentar driblar esse aumento cada consumidor tem a uma estratégia. A da psicóloga Ana Alves foi a de antecipar ao máximo as compras e deixar para comprar apenas alguns itens mais perto da data. Com pesquisa e planejamento, ela diz que dá para celebrar esta data tão especial.