DENúNCIA

Sindicato dos policiais civis denunciam péssimas condições na Delegacia de Tacaratu

Mofo, vazamento de água, fios de eletricidade expostos e até ratos são alguns dos problemas enfrentados pelos policiais, que precisam trabalhar, e pela população que procura o serviço

Sindicato dos policiais civis denunciam péssimas condições na Delegacia de Tacaratu

Nas imagens é possível observar também que os fios de eletricidade ficam expostos - Foto: Cortesia

O Sindicato de policiais civis (Sinpol) denunciam péssimas condições na Delegacia de Tacaratu, no Sertão de Pernambuco. Em imagens registradas e enviadas para a produção da TV Jornal mostram a precariedade do local onde os policiais prestam atendimentos para a população. Em vídeos gravados pelo Sinpol, o sindicato que representa a categoria, revelam o completo abandono das instalações do prédio.

>>Igarassu: Mulher denuncia que foi espancada por comissário de polícia em hotel

Nas imagens é possível observar também que os fios de eletricidade ficam expostos, há vazamentos de água, mofo, e cadeiras quebradas. Na delegacia, há também um depósito de motos apreendidas. 

>>Hospital da Restauração: Familiares de pacientes denunciam superlotação e precariedade

 

Segundo o Sinpol, o forte cheiro de gasolina tem provocado doença entre os servidores. Além disso também existe um risco do incêndio no prédio. Outra denúncia que os policiais fizeram foi de uma vaquinha online, que é uma campanha para conseguir dinheiro pela internet, que com o valor apurado, eles compraram um colchão de dormir.

>>Mulher perde bebê após esperar oito dias pelo parto no Hospital Barão de Lucena

Descaso

Na cozinha a geladeira está sem a tampa do congelador. Já no banheiro, o vaso sanitário quebrou e os servidores ficaram tiveram que interditar o cômodo. Durante à noite, os ratos invadem as instalações.

Nota da Polícia Civil

A Polícia Civil de Pernambuco informou que está ciente da situação da Delegacia de Tacaratu e vem tomando providências, como a busca de um novo prédio para abrigar a unidade.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.