Semifinal

River Plate x Palmeiras: veja onde assistir à semifinal da Libertadores 2020


Verdão também encarou os argentinos na semifinal da Libertadores de 1999, ano do título palmeirense.

Karina Costa Albuquerque Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Karina Costa Albuquerque
Publicado em 05/01/2021 às 10:12
Cesar Greco/ Palmeiras/ Direitos Reservados
FOTO: Cesar Greco/ Palmeiras/ Direitos Reservados
Leitura:

River Plate e Palmeiras se enfrentam nesta terça-feira (5), pela primeira partida das semifinais da Libertadores. A luta do Verdão pelo bicampeonato tem mais um capítulo a partir das 21h15, com exibição do SBT para todo o Brasil. Você pode acompanhar a partida na tela da TV Jornal ou aqui no site.

Reencontro

O confronto em Avellaneda marca o reencontro das equipes pelo torneio continental, e na mesma fase. Em 1999, ano histórico para os palmeirenses, os times se enfrentaram em duas partidas memoráveis. No fim, uma vitória para cada lado e Verdão na final, para enfrentar o Deportivo Cali-COL.

Equipe

A equipe de transmissão já está escalada para trazer todos os detalhes da partida entre os dois melhores times da atual edição do torneio. Téo José, o narrador oficial da Libertadores no SBT, dará voz a todos os lances do jogaço, enquanto Mauro Beting e Jorginho serão os responsáveis pelos comentários.

 

>> Palmeiras embarca para Argentina com confiança para duelo contra o River Plate

>> Atletas do Uruguai defendem Cavani após a Federação Inglesa de Futebol acusá-lo de racismo

>> Quantos milhões embolsaram Palmeiras e Santos até agora na Libertadores?

>> Com transmissão do SBT e da TV Jornal, Palmeiras encara o River Plate pela semifinal da Libertadores

>> Antes das semifinais contra brasileiros na Libertadores, Boca e River empatam clássico

River Plate

Após empatar o "Superclássico" diante do Boca Juniors, por 2 a 2, "Los Millonarios" partem em busca da terceira final consecutiva de Libertadores. Os atuais vice-campeões chegam para o duelo preocupados com a parte física dos atletas. No jogo do último sábado (2), pela Copa Diego Armando Maradona, Marcelo Gallardo decidiu manter Ponzio, Nacho Fernandez e Matias Suárez no banco de reservas.

Os três, considerados fundamentais no esquema do time, devem ser titulares diante do Palmeiras. Quem também está relacionado é o lateral-esquerdo Casco, fora desde o dia 27 de dezembro, após sofrer uma distensão muscular no confronto diante do Arsenal, pelo campeonato local.

Provável Escalação:

Armani; Montiel, Paulo Diaz, Pinola e Casco; Sosa, Enzo Pérez, De La Cruz e Nacho Fernández; Suárez e Borré

Palmeiras

Vivo nas três competições que disputa, o Palmeiras de Abel Ferreira não teve tempo para curtir as festas de final de ano. Depois de garantir vaga na final da Copa do Brasil, o grupo desembarcou na Argentina para manter a invencibilidade fora de casa na Libertadores. Até agora, foram três vitórias e dois empates. Sabendo da importância do gol no campo do adversário, a equipe não deve ter uma postura totalmente defensiva diante dos atuais vice-campeões.

Luiz Adriano e Rony, talismãs diante do América-MG, devem iniciar a partida. O centroavante abriu o placar no Independência, na última quarta-feira, e chegou ao 17º gol na temporada. Já o camisa 11, autor do segundo gol palmeirense naquela partida, segue em alta com a torcida e muito bem na competição sul-americana, com 4 bolas na rede e 7 assistências. O "Mister Libertadores" quer fazer história na Argentina.

Provável escalação:

Weverton; Gabriel Menino, Luan, Gustavo Gómez e Viña; Danilo, Zé Rafael (Patrick de Paula) e Raphael Veiga; Gabriel Veron (Gustavo Scarpa), Rony e Luiz Adriano.

A noite de Alex

O confronto entre River Plate e Palmeiras marcou a campanha vitoriosa do time brasileiro em 1999. Na partida de ida, no Monumental de Nuñez, vitória dos argentinos, por 1 a 0, em um dos melhores jogos do goleiro Marcos com a camisa palmeirense. O placar magro permitiu que o Alviverde revertesse a vantagem do adversário em São Paulo. Na noite de 26 de maio, quem brilhou foi o meia Alex, autor de dois gols na contundente vitória por 3 a 0.

À época, o River era comandado por Ramón Diaz, que recentemente teve uma passagem relâmpago pelo Botafogo, sem nem chegar a estrear. No elenco, nomes de peso como os do goleiro Bonano, do atacante Saviola, que brilhou no Barcelona-ESP, do ídolo cruzeirense Sorín, e do cérebro daquele time, Marcelo Galllardo.

As escalações daquela noite

Palmeiras:

Marcos; Arce, Roque Júnior, Agnaldo e Rubens Júnior (Tiago Silva); César Sampaio, Rogério (Galeano) e Zinho; Alex; Paulo Nunes e Oséas (Euller). Técnico: Luiz Felipe Scolari

River Plate:

Bonano; Lombardi, Berizzo, Sarábia e Placente (Gancedo); Netto (Aimar), Pereyra (Pizzi), Sorín e Berti; Gallardo e Angel. Técnico: Ramón Díaz.