DESRESPEITO

"Sempre há aqueles que desviam o caminho da normalidade", diz André Longo sobre fotógrafo 'furando fila' em Jupi

Longo também pediu transparência no processo de vacinação contra a covid-19

O homem teria recebido a vacina sem pertencer ao grupo prioritário - Foto: Reprodução/Internet

O secretário Estadual de Saúde, André Longo, falou, nesta quarta-feira (20) sobre as situações, como da cidade de Jupi, no Agreste de Pernambuco, onde o fotógrafo oficial da prefeitura publicou um vídeo tomando uma vacina e afirmando ter sido imunizado contra a doença. Porém, o homem não faz parte do grupo prioritário que deve ser imunizado neste momento. 

>>Vídeo de fotógrafo "furando fila" da vacina contra covid-19 em Jupi, Pernambuco, viraliza; SES pede investigação

"A operacionalização da vacinação nos municípios é de responsabilidade da gestão municipal. Gestor municipal tem responsabilidade e precisa ser cobrado pela promotoria local, pelos órgãos de controle porque nós, não pudemos servir de 'baba' de município que está fazendo coisa errada. A maioria vai seguir como sempre seguiu de forma modelar o processo de vacinação. Agora, infelizmente, sempre há aqueles que desviam o caminho da normalidade e aí foi esse caso de Jupi, onde já foram adotadas providências. Ontem mesmo já acionamos a SDS e o Ministério Público para que acompanhasse e investigasse diretamente essa situação.

>>Me arrependo. Não terei coragem de tomar de novo, diz fotógrafo que furou fila da vacina da covid-19 em Jupi, Pernambuco

Durante sua fala, Longo pediu transparência de todas as gestões no processo de vacinação. "Eu acho que devemos ter transparência nesse processo de vacinação. Dizendo, claramente para a população, quem vai se vacinar no grupo prioritário. Então, se houve algum problema de comunicação, ele não pode persistir. Os trabalhadores de saúde precisam ser valorizados e a gente está fazendo todo um trabalho para garantir isso", ressaltou. 

 

Vídeo

No vídeo publicado pelo próprio fotógrafo, ele dá risada antes de tomar as doses e segura a mão de uma das pessoas que está na sala de vacinação. “Jupi recebendo as primeiras doses. [Estou] Aproveitando o embalo”, diz o homem, no vídeo, antes de ser vacinado.

As doses da vacina chegaram na manhã desta terça-feira 19 na cidade de Jupi. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), foram encaminhadas 136 unidades da vacina para as duas doses de 68 profissionais de saúde que atuam nos serviços da cidade.  Esse quantitativo de profissionais representa cerca de 1/3 dos trabalhadores de saúde do município. Os outros profissionais serão contemplados assim que houver mais entregas pelo Ministério da Saúde.

 

Prefeitura não atendeu as ligações

A Prefeitura de Jupi ainda não se manifestou sobre o caso. Procurada pela reportagem do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, a secretária municipal de Saúde de Jupi não atendeu às ligações. 

Fotógrafo diz estar arrependido 

Por telefone, o fotógrafo da Prefeitura de Jupi, no Agreste de Pernambuco, disse à reportagem do site da Rádio Jornal estar arrependido por ter furado a fila da vacinação contra a covid-19 no Estado, nesta terça-feira (19). 

“Eu me arrependo. Foi uma falta de empatia. Não terei coragem de tomar de novo”, disse o homem, que, em seguida, negou ter tomado a vacina e pediu para que o assunto fosse esquecido.  

Críticas nas redes sociais 

O perfil no Instagram da Prefeitura de Jupi publicou as fotos do início da vacinação.

Uma internauta criticou a gestão municipal pela situação envolvendo o fotógrafo. "O fotógrafo errou, mas o erro inadmissível é o da secretaria de saúde, a qual assumiu seu cargo se comprometendo com a saúde do município, mas parece que esqueceu disso negligenciando os grupos de risco, "segurando a mão" e apoiando uma 'furada' de fila dessa. Vergonhoso", postou a internauta Larissa Grazielle.

 

Outra usuária também reclamou no post da Prefeitura de Jupi. "Que lindo o post, uma pena que não tem coerência nenhuma! Em plena pandemia, com tanta gente arriscando sua vida por estar na linha de frente uma pessoa que não tem prioridade nenhuma tomar a vacina pois é popular. Uma vergonha isso!", disse Naira Torres.

 

 

A repercussão negativa também se estendeu para o Twitter: 

 

 

SES-PE pede investigação

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informou, por meio de nota, que pedirá apoio do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e da Secretaria de Defesa Social (SDS) para investigar o caso.

A SES ainda reforça que, “neste primeiro momento, devem ser imunizados contra a Covid-19 trabalhadores de saúde da linha de frente do enfrentamento ao novo coronavírus, além dos vacinadores, idosos em instituições de longa permanência, pessoas com deficiência institucionalizadas e indígenas aldeados”.

Confira a nota completa:

Sobre o caso de um fotógrafo sendo vacinado, fora do grupo prioritário na cidade de Jupi, no Agreste Meridional de Pernambuco, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informa que vai solicitar apoio ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e à Secretaria de Defesa Social para que o caso seja investigado e, se confirmada a imunização fora do grupo prioritário, com desvio de finalidade, os responsáveis sejam punidos.

A SES-PE lembra que pactuou com os municípios pernambucanos, na Comissão Intergestores Bipartite (CIB), o público prioritário da vacinação contra a Covid-19 neste primeiro momento da campanha, de acordo com o plano nacional de vacinação. Neste primeiro momento, devem ser imunizados contra a Covid-19 trabalhadores de saúde da linha de frente do enfrentamento ao novo coronavírus, além dos vacinadores, idosos em instituições de longa permanência, pessoas com deficiência institucionalizadas e indígenas aldeados. Todos já receberam a primeira e a segunda dose para realizar suas ações nessa primeira fase. 

No caso de Jupi, foram encaminhadas 136 unidades da vacina para as duas doses de 68 profissionais de saúde que atuam nos serviços da cidade.  Esse quantitativo de profissionais representa cerca de 1/3 dos trabalhadores de saúde do município. Os outros profissionais serão contemplados assim que houver mais entregas pelo Ministério da Saúde.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.