DESCASO

Vídeo: Despejo de esgoto na praia de Porto de Galinhas gera polêmica; Comerciantes afirmam que problema é antigo

Banhistas não conseguem entender como a praia mais turística do Estado ainda tem esse tipo de problema

Vídeo: Despejo de esgoto na praia de Porto de Galinhas gera polêmica; Comerciantes afirmam que problema é antigo

Banhistas não conseguem entender como a praia mais turística do Estado ainda tem esse tipo de problema - Foto: Cortesia

O despejo de esgoto na praia de Porto de Galinhas, no Litoral Sul de Pernambuco, continua repercutindo. Em vídeos enviados para a produção da TV Jornal é, apenas um dos milhares de vídeos, que foram divulgados nas redes sociais.  Nas imagens, é possível ver que a água escura sai com força de uma tubulação na faixa de areia e vai direto para o mar.

>>Ruas no Recife estão 'tomadas' por esgotos a céu aberto

A cena aconteceu no principal ponto da praia onde é comum a presença de muitos turistas que procuram as piscinas naturais. Todos os banhistas foram pegos de surpresa. Por conta do mal cheiro, alguns até deixaram o local. Quem teve prejuízo, como o garçom, Alef Santos, diz que o problema é antigo.

>>Barraqueiros tentam contornar estragos causados por vazamento de esgoto na praia de Porto de Galinhas, no Grande Recife

Hoje, a tubulação por onde o esgoto saiu já está coberta com areia. Serviço feito pelos próprios comerciantes que ainda tentam atrair a clientela de volta.

Água suja

A água suja na praia turística mais famosa de Pernambuco chamou a atenção para um problema maior. A falta de saneamento básico em Porto de Galinhas. O esgoto só chega até a praia porque ainda é jogado nas galerias de água pluvial.

Tristeza

O motivo de tristeza para os banhistas que desejam uma praia limpa e organizada.

Nota da Prefeitura

A Prefeitura de Ipojuca disse que tem cobrado à Compesa providências para resolver o problema.

Nota da Compesa

Já a Compesa afirmou que que não é responsável pelo sistema de esgoto na localidade, mas, que no intuito de colaborar, o órgão se comprometeu em assumir a recuperação das unidades de esgoto já iniciadas pela prefeitura no passado. A obra vai custar cerca de 40 milhões de reais e deve ser iniciada em 2022. A previsão é de que os trabalhos sejam concluídos em 2023.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.