MORTE

Geraldo Julio lamenta morte de Domingos Ferreira e diz que empresário 'acreditou em Pernambuco'

Empresário, líder do grupo que criou a marca Armazém Coral, morreu em decorrência da covid-19, aos 87 anos, nessa terça-feira (23)

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 24/02/2021 às 14:30
Divulgação
FOTO: Divulgação
Leitura:

O ex-prefeito do Recife, Geraldo Julio, lamentou, através das redes sociais, a morte do empresário Domingos Moreira, líder do grupo que criou a marca Armazém Coral, que morreu em decorrência da covid-19, aos 87 anos, nessa terça-feira (23).

>>Empresário Domingos Moreira, que inventou o Armazém Coral, morre em Pernambuco

Segundo Geraldo, o empresário acreditou em Pernambuco, gerando emprego e renda. Atualmente, 23 lojas fazem parte da rede do armazém. Este ano, o grupo completa 60 anos de funcionamento.

 

JCPM

O presidente do grupo JCPM, o empresário João Carlos Paes Mendonça, também lamentou o falecimento. Ele afirmou que o Estado perde um homem referência em seriedade, dedicação e dinamismo.

Cremação

O corpo de Domingos Moreira foi cremado na manhã desta quarta-feira (24) no Cemitério Morada da Paz.

Covid-19

O empresário Domingos Moreira, líder do grupo que criou a marca Armazém Coral, morreu em decorrência da covid-19, aos 87 anos, nessa terça-feira (23).

Natural da cidade de Gião, em Vila do Conde, Portugal, o empresário chegou ele veio para o Brasil em 1954. A marca Armazém Coral, numa referência à cobra coral, mascote do Santa Cruz, mas Seu Domingos era torcedor do Sport.

História

"Perdemos mais um empresário que era referência em seriedade, dedicação, dinamismo. Domingos Moreira era um dos nomes de destaque do nosso Estado. Estamos perdendo pessoas que construíram suas marcas a partir de pequenos negócios e que tiveram garra para seguir inovando, ocupando espaços e crescendo. No caso dele, ainda teve o desafio de construir um nome longe de sua terra natal, que era Portugal. Realmente, lamento", disse.

Aos 19 anos, Domingos Moreira chegou ao Brasil e foi trabalhar com o irmão, Davi Moreira, em um pequeno estabelecimento comercial na Rua do Aragão, na Boa Vista, Centro do Recife. A loja depois foi para a Rua da Praia, no bairro de São José, também no Centro da cidade, onde ele trabalhou até decidir fundar a própria empresa.

O empresário virou cidadão de Pernambuco em 2006 devido aos seus trabalhos no Estado. O imigrante português, adotou Pernambuco não só como local para residir, formar sua família e lançar seus empreendimentos comerciais.

+VÍDEOS