PANDEMIA

Quantidade de vacinas contra covid-19 distribuídas em Pernambuco protegeu apenas 5% da população

A quinta reportagem da série especial 'Covid-19, o mundo em pandemia' foi exibida nesta sexta-feira (19), na TV Jornal

Quantidade de vacinas contra covid-19 distribuídas em Pernambuco protegeu apenas 5% da população

A imunidade coletiva ainda é uma realidade bem distante - Foto: Divulgação/Governo de Pernambuco

A pandemia do novo coronavírus (covid-19) transformou 2020 em um ano de muitas perdas e desafios para todos. Na última segunda-feira (15), foi iniciada, a série especial 'Covid-19, o mundo em pandemia', da TV Jornal, para relembrar o impacto da chegada do vírus, no Estado de Pernambuco.

A série tem cinco reportagens e a quinta e última, exibida nesta sexta-feira (19), mostra que, Pernambuco recebeu mais de 1 milhão de doses das vacinas Coronavac e Oxford AstraZeneca desde a chegada dos primeiros lotes. Contudo, a quantidade foi suficiente para proteger apenas 5% da população. A imunidade coletiva ainda é uma realidade bem distante. E no mapa da vacinação do país, Pernambuco é o 8º colocado, ficando atrás de estados como Amazonas, São Paulo, Paraíba e Bahia.

>>Por causa do desrespeito da população, Pernambuco chegou à segunda onda de contágio pela covid-19

O registro da chegada das doses da vacina foi feito no dia 18 de janeiro dentro do avião que vinha de São Paulo e estava trazendo as primeiras vacinas contra a covid-9 para Pernambuco. A dona da voz foi a comandante Geisa Lebourg. Segundo ela, foi um voo inesquecível que soube momentos antes de entrar na aeronave que transportaria uma carga tão valiosa.

Ao chegar no Aeroporto Internacional dos Guararapes, as 270 mil doses da Coronavac já estavam sendo aguardadas por milhares de pernambucanos. A primeira a ser vacinada foi a técnica de enfermagem, Perpétua Barbosa, que superou até o medo da seringa para garantir a imunização. 

Novos lotes

Daquele tempo para os dias de hoje, Pernambuco recebeu novos lotes de vacina. Governo e prefeituras iniciaram uma corrida contra o tempo para conseguir vacinar o maior número de pessoas nos grupos prioritários.

Primeiras doses

trabalhadores da saúde, indígenas, deficientes em casas de permanência e idosos acima dos 80 anos foram os escolhidos para receber as primeiras doses. Mas o número de pessoas que conseguiram se imunizar ainda é considerado baixo. Até agora, cerca de 480 mil pernambucanos foram vacinados contra a covid-19, isso equivale a apenas 5% da população do Estado.

Mapa

No mapa da vacinação, Pernambuco se encontra na posição do país atrás de estados como Amazonas, São Paulo e Ceará. Para a pesquisadora da Fiocruz, Ana Brito, apesar de a vacinação ainda estar em marcha lenta, a expectativa é positiva. Ela ainda revela que mesmo com a imunização em massa os protocolos sanitários devem continuar a fazer parte da vida da população por mais um tempo.

Mau exemplo

Mesmo com a determinação de que as doses sejam destinadas apenas para os grupos prioritários, há aqueles que insistem em desrespeitar as regras para furar a fila e se imunizar antes do previsto. Em Pernambuco, a Secretária de Saúde e o fotógrafo do município de Jupi, no Agreste do Estado, deram um péssimo exemplo.

Resultados

A vacinação já apresentou resultados. No início de fevereiro, o Governo do Estado divulgou um estudo preliminar indicando uma queda de 29% no número de solicitações de UTI's da covid-19 para pessoas acima dos 85 anos. 

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.