DENúNCIA

Moradores denunciam que caixa de esgoto rachada traz dejetos do Hospital Otávio de Freitas para dentro das casas

A produção da TV Jornal entrou em contato com a unidade de saúde e também com a Emlurb para obter repostas sobre o problema

Moradores denunciam que caixa de esgoto rachada traz dejetos do Hospital Otávio de Freitas para dentro das casas

Segundo moradores, o mau cheiro é muito forte. - Foto: Tião Siqueira/TV Jornal

Os moradores da Rua Pirambóia, que fica no bairro do Sancho, na Zona Oeste do Recife, convivem com uma caixa de esgoto rachada e, segundo eles, a água suja invade as casa e vem de dejetos do Hospital Otávio de Freitas. A população afirma que procurou a unidade de saúde, mas a direção informou que o problema teria de ser consertado pela Emlurb. Ainda segundo os populares, não houve uma resposta ao entrarem em contato com o órgão de limpeza.

A diarista Patrícia Andrade, por exemplo, relatou à equipe de reportagem da TV Jornal que há 10 dias não consegue ter sossego com o problema que atinge a casa dela. De acordo com a cabeleireira Meiriane Félix, a água suja também chega em sua residência. Os moradores relatam que o mau cheiro é muito forte, e já não sabem mais o que fazer.

Confira abaixo as repostas da Emlurb e do Hospital Otávio de Freitas para a denúncia da população sobre a caixa de esgoto rachada, quem é o responsável pelo problema e qual o procedimento que será feito para solucionar.

> Moradores de Chão de Estrelas denunciam falta de água

> Moradores denunciam obra inacabada na Zona Sul do Recife

Nota da Emlurb na íntegra

A Emlurb esclarece que a manutenção de esgotos não é de competência do órgão, mas informa que enviará uma equipe ao local nesta semana para verificar se há algum problema com a rede de drenagem de águas pluviais da via. Vale destacar que o Hospital Otávio de Freitas não é administrado pela Prefeitura do Recife.

Resposta do Hospital Otávio de Freitas

A direção do Hospital Otávio de Freitas (HOF) informa que profissionais de manutenção e encanadores da unidade de saúde realizaram visitas ao local mostrado nas imagens e, a partir da análise, foi constatado que a caixa de esgoto não possui ligação com a rede do serviço de saúde, sendo, portanto, uma caixa externa as dependências do hospital. As visitas dos profissionais foram acompanhadas pela moradora da residência citada, e esta foi informada sobre a constatação e orientada a buscar o serviço de saneamento do município.

COMENTÁRIOS

Os comentários abaixo são de responsabilidade dos respectivos perfis do facebook.