Denúncia

Parentes de pacientes e representantes de sindicato denunciam superlotação na Policlínica Barros Lima


De acordo com as denúncias, os problemas registrados na Policlínica Barros Lima não são recentes

Suzyanne Freitas
Suzyanne Freitas
Publicado em 07/04/2021 às 15:30
Cortesia
FOTO: Cortesia
Leitura:

Parentes de pacientes e representantes do Sindicato Estadual dos Técnicos de Enfermagem denunciam a superlotação na Policlínica e Maternidade Barros Lima, que fica no bairro de Casa Amarela, na Zona Nortel do Recife. Nas imagens enviadas para à produção da TV Jornal, é possível ver pacientes em macas, se abanando dentro da sala de observação, por causa do calor dentro da ala. O vídeo teria sido gravado na manhã desta quarta-feira (7).

Segundo a denúncia, as janelas estavam abertas porque o ar-condicionado estaria quebrado. Além disso, na mesma imagem, é possível ver também um acompanhante dormindo no chão da Policlínica Barros Lima.

Problemas antigos

De acordo com Francis Hebert, presidente do Sindicato Profissional dos Auxiliares e dos Técnicos de Enfermagem de Pernambuco, os problemas da unidade registrados nas imagens são antigos. Ele ainda revela que a falta de ar-condicionado pode ter graves consequências a saúde dos pacientes.

> Policlínicas do Recife zeram número de pacientes com coronavírus nos leitos de enfermaria

> Urgência pediátrica em policlínica no Recife é temporariamente fechada para atender pacientes com covid-19

A equipe de reportagem não foi autorizada a entrar na policlínica, que também é especializada em receber pacientes com covid-19, no Recife.

Resposta da Secretaria de Saúde do Recife

Em nota, a Secretaria de Saúde do Recife disse que já solicitou a visita de uma equipe de manutenção para resolver o problema do ar-condicionado. Quanto a situação dos acompanhantes deitados no chão, a secretaria informou que está em processo de compra de poltronas para essas pessoas.